top of page
  • by Brunelson

Metallica: qual era a música da banda preferida do baixista Cliff Burton?


Nas últimas 04 décadas, o METALLICA dominou a arena do heavy metal como capim numa zona rural, sendo que muito do sucesso do grupo vem de sua criatividade assídua, dos seus estilos inovadores e talento instrumental dos seus integrantes.

Enquanto os vocais/guitarra de James Hetfield e as proezas do guitarrista Kirk Hammett definiram o som da banda ao longo de sua longa permanência no mundo do rock, a sua sonoridade nos primeiros anos de carreira recebeu sua identidade vibrante do baixista Cliff Burton.


Antes de sua morte prematura em um acidente de trânsito, enquanto o grupo dormia em seu ônibus de turnê em 1986, Burton ajudou a trazer o METALLICA à proeminência global tocando baixo em seus 03 primeiros álbuns de estúdio.


Além de ser um virtuoso no baixo, Burton foi parte integrante do processo de composição da banda e estava por trás de alguns dos clássicos mais influentes e amados do grupo, incluindo a canção instrumental, "(Anesthesia) Pulling Teeth" (1º disco, "Kill 'Em All", 1983), além de contribuir para as icônicas músicas, "For Whom The Bell Tolls", "Fade to Black" (ambas do 2º disco, "Ride The Lightning", 1984) e "Master of Puppets" (3º disco, "Master of Puppets", 1986).


Em 1986, apenas alguns meses antes de sua morte, Burton havia sido entrevistado pela revista Thrash Metal e falou sobre o novo álbum da banda na época, "Master of Puppets".


Referindo-se à faixa-título do álbum como “Master, Master”, Burton falou: “Acho que é a melhor música do METALLICA até agora. As letras estão ficando muito melhores, tudo está crescendo aos poucos e estamos progredindo”.

"Master of Puppets" foi o último disco em que Burton gravou e mostrou uma mudança marcante no estilo do grupo enquanto eles aprimoravam os seus talentos musicais.

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian em 2016, o baterista do METALLICA, Lars Ulrich, relembrou as contribuições insubstituíveis de Burton para o álbum "Master of Puppets".


“Foi o último disco de Cliff Burton e me lembro de como ele era brilhante em arranjar harmonias e o lado melódico de tudo", disse Ulrich. "Também me lembro que ele teve que ficar muito tempo aguardando enquanto resolvíamos as questões da bateria e da guitarra base no estúdio, sendo que Cliff tinha ficado muito, mas muito entediado com isso, mas quando chegou a hora dele gravar as suas partes no baixo, ele foi incrível e estava fora desse mundo”.

Mais tarde nessa mesma entrevista, Ulrich lembrou que durante a mixagem do álbum "Master of Puppets" em Los Angeles, a banda saiu com o empresário do IRON MAIDEN, Rod Smallwood.

O baterista finalizou: “Costumávamos sair com o empresário do IRON MAIDEN, Rod Smallwood. Ele tinha uma casa a dois quarteirões da Avenida Sunset Boulevard que frequentemente se tornava um ponto de encontro noturno. Então, uma noite, a nossa música chamada 'Welcome Home' (3º disco) tocou ao fundo e Rod nos disse: 'Isso foi muito legal. Posso ouvir de novo?' Era como se Deus tivesse falado conosco, sabe? Eu pensei na hora: ‘Sabe de uma coisa? Acho que isso vai dar certo mesmo’”.

"Master of Puppets"









Коментарі


Mais Recentes
Destaques
bottom of page