Alice in Chains: dissecando um pouco mais o EP "Jar of Flies"

February 12, 2020

 

Apesar de ser um EP, o disco "Jar of Flies" (4º trabalho de estúdio do ALICE IN CHAINS, lançado em 25 de janeiro de 1994) tem uma história única e convincente por trás dele, explorada nos fatos a seguir que, talvez, nem todos tinham conhecimento.

 

O álbum "Dirt" (3º trabalho de estúdio, 1992) catapultou a banda de Seattle para o sucesso em massa, mas esse conjunto de músicas mais suaves e de blues-folk no EP "Jar of Flies", mostrou que eles podiam chegar ao topo das paradas mesmo quando não estavam tocando alto e forte.

 

Este disco é frequentemente considerado um dos melhores da banda, especialmente por causa de canções como "No Excuses", "I Stay Away" e "Nutshell" - sendo que dessas 03 músicas citadas, somente "Nutshell" não foi lançada como single. 

 

"E ainda assim eu luto / E ainda assim eu luto / Esta batalha completamente sozinho / Ninguém com quem chorar / Nenhum lugar para chamar de lar" (letra da canção "Nutshell").

 

"Nutshell"

 

Estas são as letras assustadoras cantadas pelo falecido vocalista original do ALICE IN CHAINS, Layne Staley, em seu imensamente popular EP "acústico", "Jar of Flies". 

 

A última vez em que Staley cantou essas palavras acima ao vivo, foi durante a apresentação da banda em 1996 no Acústico da MTV.

 

E para comemorar o aniversário de 26 anos do EP "Jar of Flies", aqui estão algumas curiosidades que talvez nem todos os fãs do grupo saibam:

 

 

* O nome do EP veio de um dos experimentos científicos do guitarrista Jerry Cantrell.

 

A origem do título "Jar of Flies" veio de um experimento científico que Cantrell conduziu na 3ª série. Layne Staley havia dito em entrevista para a revista Hit Parader: "Eles pegaram 02 jarros cheios de moscas. Um dos jarros eles superalimentaram e o outro jarro eles subalimentaram. Aquele que eles superalimentaram floresceu por um tempo, então, todas as moscas morreram pela superpopulação. Aquele que eles subalimentaram teve a maior parte de suas moscas sobrevivendo o ano todo. Portanto, eu acho que há uma mensagem nisso em algum lugar... Evidentemente que este experimento teve um grande impacto em Jerry". (“Jar of flies” significa “jarro de moscas”).

 

 

* O fotógrafo Rocky Schenck levou a capa do álbum a sério.

 

Rocky Schenck, um fotógrafo que trabalhou com o ALICE IN CHAINS em várias ocasiões ao longo de sua carreira, lembrou como a ideia para a capa do EP surgiu, em uma recente postagem sua em rede social: "Éramos apenas eu, a minha assistente e uma criança cujo nome eu esqueci. Minha assistente fez várias viagens pelas ruas e estábulos para reunir centenas de moscas com uma rede de borboletas. As moscas continuaram morrendo, o garoto continuava reclamando e a minha assistente continuou coletando mais moscas. Este EP foi indicado ao Grammy por Melhor Recording Package (que seria a arte gráfica do disco, pelo conjunto da obra) e eu ainda tenho os potes na minha casa".

 

 

* A banda estava sem moradia antes de começar a gravá-lo.

 

Quando os membros do grupo voltaram para casa em Seattle a partir da turnê do Lollapalooza Festival de 1993, descobriram que haviam sido despejados do apartamento onde moravam por falta de pagamento do aluguel. Assim, eles se mudaram temporariamente para o London Bridge Studios, Seattle, onde este EP seria gravado.

 

 

* A banda não tinha músicas escritas quando entraram no estúdio.

 

ALICE IN CHAINS contratou o produtor Toby Wright para "colaborar" no projeto com eles, mas acontece que ainda não havia um projeto em mente. Wright havia dito em entrevista para o site AV Club: "Eu disse para eles: 'Ok, vamos ouvir essas músicas'. Jerry Cantrell sorriu e me disse: 'Engraçado sobre essas músicas, porque ainda não temos nenhuma'. Eu ri e falei: 'Então, o que vocês querem fazer pelos próximos 10 dias?', Cantrell disse: 'Você se importa se apenas tocarmos?'”

 

 

* Depois que os trabalhos começaram a girar, foi concluído em 07 dias.

 

Todas as 07 músicas que comportam o EP "Jar of Flies" foram gravadas em 07 dias no London Bridge Studios. De acordo com o livro do autor David de Sola, "Alice in Chains: The Untold Story", as sessões duravam de 14 a 18 horas por dia e cada música era completa em 01 ou 02 tomadas.

 

 

* Foi a 1ª vez que a banda gravou com o seu novo baixista, Mike Inez (até hoje no grupo).

 

O baixista original do ALICE IN CHAINS, Mike Starr, foi demitido da banda em janeiro de 1993, durante a passagem do grupo pelo Brasil atuando no Hollywood Rock Festival. Antes, eles foram a banda de abertura para a turnê de Ozzy Osbourne. Antes de irem para a Europa para dar continuidade a turnê em divulgação ao álbum "Dirt", eles recrutaram o baixista de Osbourne, Mike Inez. O EP "Jar of Flies" é o primeiro lançamento do grupo a apresentá-lo tocando baixo.

 

 

* Foi o primeiro lançamento do ALICE IN CHAINS a estrear no topo do ranking da Billboard.

 

Embora o álbum de estréia, "Facelift" (1990), tenha tido vários sucessos e o disco "Dirt" tenha atingido popularidade em massa, o EP "Jar of Flies" foi o primeiro lançamento do ALICE IN CHAINS a estrear como nº 1 no ranking da Billboard. O próximo lançamento auto-intitulado da banda em 1995 (5º trabalho de estúdio), seguiu o mesmo exemplo 01 ano depois.

 

 

* Foi o primeiro EP a chegar ao primeiro lugar na história do rock.

 

"Jar of Flies" foi o primeiro EP na história a alcançar o ranking nº 1 de álbuns da Billboard, com as vendas em sua 1ª semana de lançamento excedendo as 141 mil cópias (somente nos EUA).

 

 

* Foi o primeiro e único lançamento que a própria banda produziu.

 

Baseado nos créditos de toda a discografia do ALICE IN CHAINS, "Jar of Flies" é o único disco que a banda produziu inteiramente por conta própria.

 

 

* A canção "No Excuses" foi sua única música com Layne Staley a ficar em 1º lugar no ranking da Billboard.

 

Como muitas músicas incríveis vieram do catálogo do ALICE IN CHAINS durante a época de Staley, "No Excuses" foi a única a chegar ao topo da parada de músicas da Billboard.

 

O site rockinthehead já publicou várias reportagens sobre o EP "Jar of Flies". Para conferir, é só clicar nos títulos abaixo:

 

* Alice in Chains: como Jerry Cantrell se tornou um dos maiores letristas do rock

 

* London Bridge Studio: por dentro do lendário estúdio de Seattle

 

* Alice in Chains: em 25/01/1994, a banda lançava o disco "Jar of Flies"

 

* Alice in Chains: Top 05 letras de Layne Staley

 

* Alice in Chains: “chorei no acústico pois sabia que era um dos últimos shows com Layne”

 

* Alice in Chains: entrevista com o produtor dos últimos discos com Layne 


* Alice in Chains: EP "Jar of Flies" fazendo 25 anos
 

* Revista Metal Head: matéria sobre o Alice in Chains de 1994 

 

* Grunge: Top 50 melhores álbuns pela Revista Rolling Stone - nº 42 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Singles: algumas curiosidades sobre o filme da era grunge

June 6, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead