• by Brunelson

Soundgarden: entrevista com a banda sobre os 30 anos do álbum "Badmotorfinger" - Parte 6


Confira a entrevista que a revista Spin realizou com todos os membros do SOUNDGARDEN - inclusive citações do saudoso Chris Cornell de entrevistas que concedeu à revista ao longo do tempo - falando sobre o álbum "Badmotorfinger" (3º disco, 1991) e sobre a era que antecedeu, envolveu e se seguiu com esse álbum marcante na história do rock.


* Soundgarden: entrevista com a banda sobre os 30 anos do álbum "Badmotorfinger" - Parte 1


* Soundgarden: entrevista com a banda sobre os 30 anos do álbum "Badmotorfinger" - Parte 2


* Soundgarden: entrevista com a banda sobre os 30 anos do álbum "Badmotorfinger" - Parte 3


* Soundgarden: entrevista com a banda sobre os 30 anos do álbum "Badmotorfinger" - Parte 4


* Soundgarden: entrevista com a banda sobre os 30 anos do álbum "Badmotorfinger" - Parte 5


* Soundgarden: resenha do disco "Badmotorfinger"


Nesta 6ª parte que separamos para você, o assunto fica mais direcionado ao produtor desse disco, Terry Date, que já tinha produzido o álbum "Louder Than Love" (2º disco do SOUNDGARDEN, 1989):


-------------------------


Jornalista: Com o estoque de canções crescendo, o tempo estava se aproximando para dar início ao processo de gravação do álbum "Badmotorfinger" e para ajudá-los nos bastidores, SOUNDGARDEN recorreu mais uma vez a Terry Date, um produtor local que os auxiliou durante a criação do álbum anterior, "Louder Than Love".

Matt Cameron (baterista do SOUNDGARDEN): Sim, já tínhamos trabalhado com Terry Date no álbum "Louder Than Love". Nós o conhecemos pelo seu trabalho com a banda METAL CHURCH. Ele é uma ótima pessoa e alguém que tinha experiência em Seattle naquela época, além de ter trabalhado em álbuns para grandes gravadoras. Quando assinamos o nosso 1º contrato com uma grande gravadora, tínhamos que trabalhar com um produtor e não queríamos ninguém que mudasse a nossa música nem nada, sendo que Terry era a pessoa que conseguia nos dar aquele som mais cheio no estúdio.

Kim Thayil (guitarrista do SOUNDGARDEN): Eu não pensava nele como um produtor de heavy metal. Ele ganhou esse título depois de trabalhar conosco e ele veio de uma espécie de banda pop new wave chamada THE COWBOYS, que era grande em Seattle. Se bem me lembro, os dois discos que se destacaram na minha mente foram quando ele produziu um álbum para a METAL CHURCH, que sim, isso é metal, mas é um tanto independente. E então, ele produziu para o Sir Mix-a-Lot. Na verdade, acho que o primeiro Disco de Ouro de Terry Date foi esse para o Sir Mix-a-Lot.

Terry Date (produtor dos álbuns "Louder Than Love" e "Badmotorfinger" do SOUNDGARDEN): Eu fui coordenado pela empresa de gestão do SOUNDGARDEN, bem como pela que se tornou a empresa de gestão do PEARL JAM. Fui apresentado a eles pela empresária do SOUNDGARDEN e então esposa de Chris Cornell, Susan Silver, e o SOUNDGARDEN tinha acabado de fechar um contrato com a gravadora A&M Records. Tornamo-nos bons amigos depois disso e na verdade, eu morava bem perto da casa de Chris e Susan, tipo, 01 quarteirão de distância...

Kim Thayil: Terry não é músico. Ele é um engenheiro de som e deixou de ser um engenheiro de som para se tornar um engenheiro de gravação. Ele sabe ouvir os instrumentos e entendeu de percussão, rap e bateria trabalhando com Sir Mix-a-Lot, então, logo depois aprendeu como o guitarrista quer ouvir as suas guitarras trabalhando com uma banda de metal, foi quando ele veio trabalhar conosco e nos mostrou a ideia de como as coisas poderiam soar para nós.

Terry Date: Eu produzi o disco "Apple" do MOTHER LOVE BONE em Sausalito, Califórnia. Não me lembro se foi ideia minha ou ideia da banda, mas com o SOUNDGARDEN queríamos gravar o álbum "Badmotorfinger" em Sausalito, na mesma área. Eu queria ir para o mesmo estúdio que gravamos com o MOTHER LOVE BONE, que se chamava The Plant, mas não foi possível porque o estúdio já estava reservado durante aquele período. Então, o representante da gravadora A&M Records, Brian Huttenhower, se encontrou comigo e a banda em Sausalito e visitamos alguns estúdios. Eu tinha gravado em todos aqueles estúdios e queria mostra-los à banda para que eles se sentissem confortáveis no estúdio que preferissem. Eventualmente, eles escolheram um lugar chamado Studio D.

Kim Thayil: Havia uma sala nesse estúdio que Matt Cameron havia gostado da acústica e Terry Date também tinha gostado. Então, fomos lá para fazer as guias básicas das guitarras, baixo e bateria. Nenhuma guitarra ou voz, eu acho...


"Face Pollution"


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques