top of page
  • by Brunelson

Roger Waters: com exceção à sonoridade, qual o álbum do Pink Floyd que lhe causa arrependimento?


É sabido que o icônico álbum do PINK FLOYD, "The Wall" (11º disco, 1979), apressou o fim da formação clássica da banda.

Refletindo sobre isso e durante a sua produção, o tecladista e um dos membros fundadores, Richard Wright, foi demitido pelo mentor criativo da banda, o vocalista/baixista, Roger Waters, permanecendo apenas como um músico assalariado enquanto Waters aumentava o seu controle sobre os procedimentos de criação.

Embora o álbum "The Wall" não tenha sido o fim definitivo da formação clássica do PINK FLOYD - já que veio no álbum "The Final Cut" (12º disco, 1983), no que foi o último com Waters no grupo - exacerbou a situação entre eles, com Waters se tornando numa figura cada vez mais atomizada.

A história diz que, enquanto o resto da banda se concentrava em outras coisas, Waters começou a escrever o material para o álbum "The Wall" com esse disco conceitual seguindo um rockstar cansado e baseado nele mesmo e no ex-vocalista/guitarrista/compositor original do PINK FLOYD, Syd Barrett.

Waters compôs a maior parte desse álbum, com David Gilmour (vocalista/guitarrista) co-escrevendo as músicas "Comfortably Numb", "Young Lust" e "Run Like Hell", e o produtor Bob Ezrin recebendo créditos de composição na canção "The Trial".

Depois que o disco "The Wall" foi lançado, a tensão entre Waters e o resto do grupo aumentou, com ele ficando em hotéis diferentes dos seus colegas de banda durante as turnês. Alguns anos depois, quando os álbuns "The Final Cut" e o disco solo de estreia de Roger Waters (1984) foram lançados, o álbum "The Wall" se tornaria um tópico pegajoso no cisma amargo entre ele e o PINK FLOYD.


Como todos os fãs sabem, a rivalidade entre Waters e Gilmour continua até hoje. Muito disso pode ser rastreado até a má vontade semeada por Waters quando ele abriu um processo contra o PINK FLOYD em 1986 em um esforço para dissolvê-los formalmente, rotulando o grupo de “força criativa desgastada”. Como Gilmour e o baterista Nick Mason queriam continuar com o PINK FLOYD - e com o retorno de Wright (da turma toda, somente Gilmour não é membro fundador) - Waters falhou em seu objetivo, com ambos os lados chegando a um acordo em 1987.

Como parte dessa distensão, Waters manteve os direitos autorais do conceito do disco "The Wall", já que ele escreveu a maior parte do álbum. No entanto, Waters não ficou totalmente satisfeito com o resultado, já que o álbum "The Wall" ainda estava associado ao PINK FLOYD e não a ele.

Em 1990, após a queda do Muro de Berlim em 1989, Waters realizou o icônico show, "The Wall – Live in Berlin", que contou com diversos destaques da produção do PINK FLOYD. Apesar de mais de 350 mil pessoas que compareceram ao show e convidados de renome como Joni Mitchell, ele ainda não conseguia se livrar da sensação de que esse álbum estava associado ao PINK FLOYD e que ninguém sabia realmente do que se tratava.


Ainda em 1990, Waters foi entrevistado pela revista Q Magazine e foi questionado se o show, "The Wall – Live in Berlin", foi uma demonstração de força apontada para os seus antigos colegas de banda do PINK FLOYD.


Aqui, ele expressou o seu grande pesar pelo disco "The Wall" ser mal interpretado e lembrado como um álbum do PINK FLOYD e não dele: "Não, não é o nosso melhor disco, mas certamente será muito gratificante que mais algumas pessoas no mundo entendam que o álbum 'The Wall' é o meu trabalho e sempre foi".

Waters provocou, finalizando: “Embora depois de ouvi-los (PINK FLOYD) no show realizado em Knebworth, Inglaterra, acho que não devo me preocupar. Eles (PINK FLOYD) não têm a menor ideia do que se trata esse disco e eles nunca quiseram entender, ainda assim, a maior parte do público deste show que eles apresentaram provavelmente pensará que é o PINK FLOYD de qualquer maneira. O apego que eles (PINK FLOYD) tem ao nome da marca é semelhante ao ato de correr para se abrigar em uma lapa... E isso é apenas algo com o qual eu tenho que conviver".


"Mother" (Disco: "The Wall")








Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page