• by Brunelson

Mark Lanegan: em suas últimas entrevistas, revelando por que tinha ido morar na Irlanda


Como todos sabemos, o vocalista do SCREAMING TREES, Mark Lanegan, faleceu ontem (22/02/2022) e conforme alguns veículos de comunicação estão divulgando, a princípio a causa da morte foi por complicações da covid.

Lanegan estava morando na Irlanda e um tempo atrás e conforme noticiado em novembro de 2021, ele tinha lançado um novo livro de memórias intitulado "Devil in a Coma", que contém um relato aterrorizante da batalha que ele teve contra a covid.


* Mark Lanegan: músico revela que pegou covid, ficou surdo e em coma

O músico foi confirmado positivo em março de 2021 e aparentemente ficou “completamente surdo” em um certo ponto. Lanegan também se viu “entrando e saindo do coma”. O vocalista - durante todo este século atuando como artista solo - já estava morando na Irlanda na época da infecção, tendo se mudado dos EUA. A batalha de Lanegan contra a covid foi descrita em um trecho desse livro, que começa assim:

"Em uma manhã extremamente brilhante na Irlanda em março de 2021, Mark Lanegan acordou e foi até a cozinha para se servir de uma xícara de café". “Tendo acordado completamente surdo durante a doença que lentamente devorou o seu corpo doente, ele sentia que estava com as costelas quebradas e incapaz de respirar. Lanegan foi carregado com uma dose gigantesca de covid e foi rapidamente levado para o Hospital da cidade com pouca esperança de sobrevivência". A situação certamente parecia desoladora, como a passagem do livro deixa surpreendentemente claro: "Entrando e saindo do coma, a mente e o corpo de Mark Lanegan ficaram oscilando entre a vida e a morte, incapazes de andar ou funcionar por vários meses. À medida que a sua situação se tornou mais intolerável ao longo da mais sombria das dores, ele foi invadido por pesadelos, alucinações e arrependimentos sobre uma vida vivida à beira do caos e da desordem”. "Lanegan foi levado a considerar a sua situação e como, em sua 6ª década de vida, a sua batalha ao longo da vida contra a mortalidade que as drogas levam, chegou a esse encontro quase fatal com uma doença que matou milhões de pessoas - quando ele aparentemente esteve enganando a morte por toda a sua existência", conclui a passagem do livro. De acordo com relatos, a condição de Lanegan melhorou: "Ele recuperou a audição agora, mas a sua saúde está melhorando aos poucos", disse o publicitário do livro. Este livro de memórias de Mark Lanegan, "Devil in a Coma", seguiu o seu recente livro biográfico lançado em 2020, "Sing Backwards and Weep", que se tornou um best-seller do jornal britânico Sunday Times na época do seu lançamento.

Durante uma de suas últimas entrevistas ocorrida em outubro de 2021, Lanegan havia conversado com a revista Spin e falou por que tinha deixado Los Angeles (onde estava morando na época) e ter ido morar na Irlanda.

Segue somente esse trecho:

“Bom, houve cerca de 01 mês em que eu estava realmente no limite. Eu dormia no estúdio todos os dias porque havia apenas 02 entradas no estúdio que eu precisava cobrir, ao contrário das 09 entradas que tenho em minha casa. Eu estava dormindo sentado em uma grande cadeira com 03 revólveres no colo e uma espingarda encostada na minha perna. Senti como se estivesse sendo caçado - e estava mesmo. Tinha me envolvido em uma merda que eu não deveria estar envolvido, mas essa é a história da minha vida... Mas também com a pandemia, o governo Trump e toda essa merda, acabou se tornando um enorme turbilhão de merda ficar lá e eu só queria dar o fora”.


* Mark Lanegan: "a heroína me impediu de morrer de alcoolismo"


* Screaming Trees: a treta que rolou com o Oasis nos anos 90


* Mark Lanegan: "em vez de ser uma influência positiva para Kurt Cobain, me tornei um facilitador para a sua ruína"


* Mark Lanegan: "uma força muito real interveio na minha vida, quando era um triste pedaço de atropelamento humano"


* Mark Lanegan: confira entrevista completa e reveladora para a revista Rolling Stone


* Mark Lanegan: "Kurt Cobain queria alcançar a grandeza e conseguiu, mas ultrapassou os limites"


* Mark Lanegan: "houve um tempo que me tornei traficante de crack de baixo nível"


* Screaming Trees: um filho esquecido de uma geração

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques