• by Brunelson

Dave Grohl: "as coisas ficaram estranhas nos últimos dias do Nirvana"


A morte de Kurt Cobain é considerada uma das maiores tragédias de todos os tempos da história da música rock. 


NIRVANA, a banda de Cobain junto com o baterista Dave Grohl (agora frontman do FOO FIGHTERS) e com o baixista Krist Novoselic (formação clássica), estava em uma trajetória de décadas de sucesso pela frente, mas para o choque dos fãs ao redor do mundo, tudo desabou em abril de 1994, quando Cobain foi embora deste planeta...

Por anos, Grohl insistiu que ninguém realmente viu o suicídio chegando em Cobain e que a história faz a banda parecer mais sombria do que realmente era, mas ele também mencionou algumas vezes como as coisas estavam estranhas no final da vida de Cobain e os últimos dias de banda juntos. 


Quando o NIRVANA atingiu a fama, eles realmente a atingiram em cheio! Eles foram praticamente um sucesso instantâneo, um meteoro que caiu sem avisar na Terra. Eles também eram uma banda jovem, então, Grohl descreveu a ascensão à fama como um turbilhão para os três membros do grupo. 

Na verdade, Grohl deixou claro que na verdade foi uma coisa boa demais para ser verdade. Ele havia dito em entrevista ao site Diffuser há um tempo atrás: "Infelizmente, NIRVANA ficou grande demais muito rápido, sabe? Bandas são como famílias que passam por dores desconfortáveis de crescimento e se acontecer desta forma que foi com o NIRVANA, é uma coisa demais para lidar".

Mesmo que Grohl tenha descrito Kurt Cobain como uma pessoa "pateta" em várias situações, sendo caloroso e um amigo fácil de se conviver, não há dúvida de que a pressão da fama do NIRVANA exacerbou alguns dos piores impulsos de Cobain, como a sua tendência de abusar da heroína. De sua parte, Grohl já disse em outra entrevista que parou de usar drogas pouco antes do NIRVANA realmente estourar, então, os estilos de vida diferentes entre os membros da banda também acabaram sendo uma fonte de tensão.

Uma razão pela qual Grohl fala tão raramente sobre a época imediatamente antes da morte de Cobain, é que foi honestamente muito difícil para ele. Havia tensão entre Cobain e seus companheiros de banda em torno do vício em drogas de Cobain e do fato de que o casamento muitas vezes volátil de Cobain com Courtney Love estava causando tensão à própria banda. Para Grohl, todas essas experiências são realmente íntimas e conectadas a uma difícil perda pessoal - como qualquer outra pessoa faria, ele não necessariamente quer compartilhar essa parte vulnerável de suas memórias com o mundo só porque é famoso.

Além disso, as coisas estavam aparentemente bem bizarras nos dias finais. O último show do NIRVANA foi em Munique, Alemanha, e Cobain acabou se internando em uma clínica de reabilitação ao suspenderem a turnê e voltar para casa. Como Grohl disse: "As coisas ficaram estranhas no final", então, ele ainda não se sente confortável quando esse período é mencionado em entrevistas.

Mesmo que Grohl agora tenha uma distância entre todos estes eventos, ele também disse que não poderia assistir o documentário sobre Cobain, chamado "Montage of Heck", que foi lançado alguns anos atrás. Durante o passar dos anos, ele processou a morte de Cobain de sua própria maneira e canalizou a sua energia para fazer de sua própria banda, FOO FIGHTERS, um grande sucesso... Mas as memórias permanecem doloridas em sua mente. Grohl definitivamente teve sucesso, porque o FOO FIGHTERS é agora uma das maiores bandas do mundo, provando que Cobain não era o único no NIRVANA que tinha o fator X.  Quando o mundo finalmente começar a ir aos shows novamente, você pode apostar que o FOO FIGHTERS estará em turnê. É uma inspiração que Dave Grohl tenha conquistado num lugar de tanto sucesso para si mesmo na história da música, mesmo depois de se recuperar de uma perda trágica como o fim do NIRVANA. Confira uma das últimas performances do NIRVANA, quando se apresentaram num programa de auditório na Itália em fevereiro de 1994, da canção "Dumb" (4º trabalho de estúdio, "In Utero", 1993):


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead