Pearl Jam: por que o grupo demitiu o 1º baterista em 1991?

January 5, 2018

 

O baixista do PEARL JAM, Jeff Ament, falou sobre o baterista original da banda que gravou o álbum “Ten” (1º disco, 1991) e que foi induzido ao Rock’n Roll Hall of Fame em 2017 junto com o grupo, Dave Krusen, em entrevista para o programa The Powell Movement.

 

"Passamos algum tempo com ele em 2017 para o Hall of Fame... Esse cara lidou com todo o tipo de situação na sua vida e na época eu não conseguia imaginar mais ninguém que tivesse o seu manuseio com a bateria. Ele passou por um tratamento por muito tempo e nós o advertimos, o avisamos e advertimos novamente, até que chegou num ponto onde falamos: ‘Cara, você deve buscar ajuda, sabe? Temos turnês programadas e não podemos ficar cuidando de você. Você não pode ficar caindo da sua bateria todas as noites”.

 

“Nós fomos sérios nesse ponto e de repente nos ligamos de outra coisa... Nós tínhamos esse vocalista matador (Eddie Vedder) e estávamos compondo muitas músicas. Naquele ponto, estávamos escrevendo canções rapidamente e percebemos que não poderíamos bagunçar com tudo, sabe? Precisamos fazer o negócio com as pessoas certas envolvidas”.

 

“Mas sim, Dave depois nos falou: ‘Vocês me expulsaram da banda e salvaram a minha vida, porque realmente me ajudou a lidar com o que eu estava passando. Obtive ajuda e dentro de 01 ano ou mais, eu tive a minha decisão definitiva’”.

 

“Ele continuou tocando música com outras bandas naquele ponto e foi ótimo para nós tocarmos junto com ele no Hall of Fame. Não foi estranho ter uma pessoa chegando em nosso círculo, sabe? Não ficou nada de estranho sobre isso, o que foi uma situação realmente inacreditável".

 

Confira o áudio da música "Why Go", lançada no álbum "Ten":

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Creedence: dedicatória na coletânea "Chronicle" de 1976

March 29, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead