Eddie Vedder: destacando as canções solo e participações.

September 4, 2017

 

O vocalista do PEARL JAM, Eddie Vedder, já deixa saudades aos fãs brasileiros após recentes passagens solo e da sua banda pelo país. Com quase 30 anos de estrada, o frontman do grupo foi uma das principais mentes da grande cena de Seattle ao lado de outros ícones como Chris Cornell (vocalista/guitarrista do SOUNDGARDEN), Layne Staley (vocalista original do ALICE IN CHAINS) e Kurt Cobain (vocalista/guitarrista do NIRVANA).

 

Mesmo sendo mais conhecido pelo seu extenso trabalho como vocalista do PEARL JAM, Eddie possui também muitos sucessos em sua carreira solo que vão desde parcerias com outros músicos famosos até trilhas sonoras em filmes.

 

Portanto, confira logo abaixo alguns dos principais momentos da carreira solo e participações especiais de Eddie Vedder:


 

Álbum: “Into The Wild” (2007)

Com a trilha sonora do filme estrelado pelo ator Emile Hirsch e dirigido por Sean Penn, Eddie foi pela 1ª vez quase tão grande quanto o PEARL JAM. O 1º álbum de estúdio de Eddie, “Into The Wild”, cujas músicas foram usadas pelo filme de mesmo nome (aqui no Brasil, “Na Natureza Selvagem”), mostra o seu lado “paz e amor” e “anti-materialista” de ser. 

 

Com belíssimas letras carregadas por melodias acústicas - algumas com o ukulele, instrumento que seria primordial no próximo 2º álbum solo do cantor - Eddie encantou a todos com uma das mais apreciadas trilhas sonoras de todos os tempos. 

 

Canções como “Hard Sun”, “Rise”, “Society”, “Long Nights”, “Far Behind”, "No Ceiling", “Guaranteed” e "Setting Forth" (sendo que esta última o PEARL JAM raramente toca nos seus shows), foram alguns dos sucessos que deixaram este álbum conceitual no topo das paradas. Aliás, a música “Guaranteed” rendeu um Globo de Ouro de Melhor Canção Original para um filme.

 

Confira o vídeo clipe dessa canção logo abaixo:

 

 

 

Álbum: “Ukulele Songs” (2011)

Após o sucesso do seu 1º álbum de estúdio, Eddie resolveu de vez agora explorar o seu som acústico usando (somente) o ukulele, pequeno instrumento havaiano de 4 cordas que apresenta uma sonoridade bem crua e suave. Nessa toada, nasceu o seu 2º álbum de estúdio, “Ukulele Songs”. 

 

O principal single do disco é a música “Can’t Keep” que rodou o mundo fazendo grande sucesso - e que já havia sido lançada no 7º álbum de estúdio do PEARL JAM, “Riot Act” (2002). 

 

As canções “Goodbye”, “Broken Heart”, "Without You", "Longing to Belong", "You're True", "Sleepless Nights", "Tonight You Belong to Me" e “Sleeping by Myself” (sendo que esta última foi lançada posteriormente no 10º álbum de estúdio do PEARL JAM, “Lightning Bolt”, 2013) são outras grandes pérolas desse disco. 

 

Com o álbum “Ukulele Songs” o vocalista aprofundou ainda mais a sua viagem pela folk music e pelo sons acústicos, sendo que a pegada desse disco mostra muito bem o clima de “natureza” que Eddie sempre viveu.

 

Segue o belo vídeo clipe da música “Can’t Keep”:

 

 

 

Álbum: "Temple of The Dog" (1991)

Banda: Temple of The Dog

 

Esse grupo lançou somente 01 álbum de estúdio para homenagear o ex-vocalista do MOTHER LOVE BONE, Andrew Wood. Ele havia sofrido uma overdose de heroína em Março/1990, apenas 04 meses antes da banda lançar o seu 1º álbum de estúdio, "Apple". 

 

O MOTHER LOVE BONE se fragmentou e logo depois deu vida ao PEARL JAM, pois Stone Gossard e Jeff Ament (guitarrista e baixista do PEARL JAM) eram remanescentes do MOTHER LOVE BONE. 

 

Andrew Wood era amigo e dividia o mesmo apartamento com Chris Cornell (frontman do SOUNDGARDEN), e em forma de tributo ao seu velho amigo falecido, foi formada a banda TEMPLE OF THE DOG com Chris, Matt Cameron (baterista do SOUNDGARDEN e desde 1998 também baterista do PEARL JAM), Stone, Jeff e Mike McCready na 2ª guitarra (do PEARL JAM). 

 

Pois bem, Eddie Vedder fez back-vocals em 02 ou 03 músicas deste álbum, não tenho certeza agora, mas a sua participação marcante fazendo o dueto vocal com Chris Cornell na canção "Hunger Strike", simplesmente também marcou uma geração.

 

Era o grunge dando indícios do que estaria por vir... Confira o vídeo clipe desta clássica canção:

 

 

 

Parceria com NEIL YOUNG.

Sempre foi notória a influência do consagrado NEIL YOUNG na música do PEARL JAM. Muitos shows em parceria foram feitos e desde que a banda explodiu, NEIL YOUNG sempre esteve ao lado deles. Esse laço também se mostrou no álbum de estúdio de NEIL YOUNG, “Mirror Ball” (1995). 

 

Esse disco contou com a participação do PEARL JAM fazendo toda a parte instrumental do álbum junto com NEIL YOUNG levando os vocais, acompanhado pela sua clássica guitarra da marca Gibson. A música “Peace and Love” foi gerada da parceria criativa entre NEIL YOUNG e Eddie Vedder (o ídolo recebendo contribuição do seu fã). Os 02 também fazem o dueto vocal nesta canção.

 

Escute o áudio desta música logo abaixo:

 

 

Parceria com a sua filha.

Em Agosto/2015, Eddie divulgou pela internet um tocante momento com a sua filha, Harper Vedder, de apenas 06 anos de idade. O músico compartilhou nas redes sociais uma música chamada “The Traveler”, composta junto com a sua filha. 

 

Em 30 segundos de áudio, a filha de Eddie canta enquanto ele toca ukulele. A canção foi produzida para o filme, “Sob o Mesmo Céu”, do diretor Cameron Crowe (o mesmo que dirigiu “Singles – Vida de Solteiro”, “Quase Famosos”, “Vanilla Sky” e o documentário do PEARL JAM, PJ20).

 

Segue o áudio logo abaixo:

https://soundcloud.com/wescaddle/vedder-thetraveler

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Jimmy Chamberlin: baterista do Smashing Pumpkins revela bastidores de gravação e relacionamento musical com Billy Corgan

September 28, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead