• by Brunelson

The Kinks: guitarrista se lembra de quando conversou pela última vez com Keith Moon do The Who


No meio da revolução artística que varreu a Grã-Bretanha na década de 60, surgiu o som de uma banda determinada a se distanciar das convenções da melodia por algo mais estridente e direto ao ponto.

Essa banda era o THE KINKS, que chegou à cena popular com um comboio de ganchos, cada um mais empolgante do que o anterior. Eles inspiraram muitos grupos a querer "encarar" os amplificadores para curtir uma microfonia, sendo que o THE WHO se tornaria um grande parceiro.


* The Kinks: guia para iniciantes; 06 músicas definitivas da banda

Incluído na cena florescente, o guitarrista do THE KINKS, Dave Davies, optou por fazer amizade com os seus contemporâneos em vez de difamá-los, mostrando reverência, respeito e tremenda consideração pelos outros grupos ingleses que buscavam aperfeiçoar a arte da guitarra.

Relembrando o THE WHO, Davies calculou que o grupo tinha uma posição em sua esfera, tanto como influência quanto como um grupo de amigos. Ele parecia particularmente muito próximo de Keith Moon, o baterista mercurial do THE WHO.

“A última vez que vi Keith Moon foi cerca de 02 semanas antes dele morrer”, revelou Davies numa entrevista para a BBC. “Eu estava hospedado no hotel Hyatt House em Los Angeles. Ele apenas parecia diferente, sabe? Ele estava sozinho no bar do hotel e parecia triste e velho. Eu estava saindo com uma garota que tinha conhecido e ele me disse: 'Ah, cara, fique aqui comigo e tome uma cerveja'. Não sei, foi muito estranho o jeito que ele havia falado comigo, talvez ele estivesse muito solitário naqueles últimos dias”.


* The Who: última e comovente entrevista do baterista Keith Moon poucas semanas antes de morrer


* The Who: a trágica história do apartamento onde Keith Moon faleceu

Moon viria a falecer em 1978 e ele estava programado para se apresentar no projeto de Paul McCartney chamado "Rockestra Theme", porém, a posição do baterista foi preenchida por Kenny Jones, o mesmo que iria sair em turnê com o THE WHO na década de 80.


Dave Davies não participou dessas gravações, mas não faltaram guitarristas, já que Laurence Juber (WINGS), David Gilmour (PINK FLOYD) e Pete Townshend (THE WHO) contribuíram para a linha de guitarras. O projeto também incluiu metade do LED ZEPPELIN, sendo que o guitarrista Jimmy Page deveria se apresentar, mas ele não apareceu para as gravações.

À sua maneira idiossincrática, Davies admirava o THE WHO por sua ferocidade, amizade e força de caráter. Ele havia dito: “THE KINKS sempre ansiava por tocar junto com o THE WHO, porque sempre ganhávamos drogas (anfetaminas) de Keith Moon”, admitiu Davies. “Keith estaria nos fornecendo todo tipo de drogas e um pouco de refrigerante também”.

E para quem não sabe, foi simplesmente Jimmy Page quem uniu as duas bandas.

Curiosamente, o personagem do ator britânico Phil Daniels no filme "Quadrophenia" do THE WHO, pode ser ouvido cantarolando o riff da música “You Really Got Me” do THE KINKS. Townshend era claramente um fã do THE KINKS, como pode ser visto em sua seguinte citação: “No rock britânico, Ray Davies (vocalista/guitarrista do THE KINKS) é o nosso único gênio verdadeiro e natural”.

Para concluir, enquanto a mídia adora se contentar em provocar conflitos falsos entre os membros da aristocracia do rock (vide as bandas do grunge), diversas bandas há muito mantêm uma abordagem amigável entre elas e enquanto os nossos grupos do coração permanecerem fiéis ao seu trabalho musical, o público permanecerá fiel a eles.

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques