top of page
  • by Brunelson

Pete Townshend: qual foi o seu único arrependimento sobre Jimi Hendrix?


Pete Townshend, do THE WHO, é dotado de capacidades geniais como compositor, guitarrista e falar sempre as coisas sem filtro e na sinceridade, doe o que doer.

Townshend já teceu várias opiniões francas sobre por que ele não gosta de tal artista ou banda - muitas são lendas do rock 'n' roll - ainda assim, o seu motivo para Jimi Hendrix pode ser o mais mesquinho que ele já forneceu para desdenhar.

Não demorou muito para que Hendrix rapidamente se tornasse o assunto da cidade de Londres depois de desembarcar em terras britânicas em 1966, surpreendendo todas as almas que tiveram a sorte de testemunhar a sua grandeza durante um curto período nos circuitos de clubes e pubs da Inglaterra, antes de se formar para o palco mundial.



E quando o THE WHO começou a experimentar o auge da fama, os caminhos de Townshend e Hendrix raramente se cruzavam.


Dito isso, o britânico ainda se lembra vividamente de sua primeira experiência na presença do maior guitarrista de todos os tempos e embora ele estivesse totalmente maravilhado com Hendrix, Townshend caracteristicamente ainda encontrou um osso para roer.


“Bom, essa foi uma experiência cósmica”, disse ele com admiração para a revista Rolling Stone em 2019. "Foi no clube Blazes, em Londres. Ele foi incrível e pensando hoje, você precisaria ter visto Jimi Hendrix num show para entender o que ele realmente era".


Townshend continuou: “Ele era um músico maravilhoso! Jimi não era um grande cantor, mas tinha uma voz linda, esfumaçada e muito sexy... Quando você o via num show, ele parecia um xamã no palco, tipo, é a única palavra que posso usar para descrever. Não sei se é o termo correto, mas uma luz parecia sair dele, sabe? Ele subiria ao palco e de repente explodiria em uma luz... Jimi era muito gracioso”.

Ele adicionou: “Eu o conheci porque ele estava contratado pela mesma gravadora que a nossa. Jimi veio ao estúdio junto com o seu empresário na época, Chas Chandler, que era o baixista do THE ANIMALS. Chas saiu da banda para se tornar empresário, quando descobriu Jimi Hendrix e montou uma banda para ele. Quando vi Jimi no estúdio, ele estava usando uma jaqueta militar, que suponho que deveria evocar a era hippie. Jimi estava coberto de poeira e caspa no cabelo, e parecia meio desligado. Eu pensei: 'Bom, esse cara pode acabar ficando bem depois...'"

Foi quando o guitarrista do THE WHO encontrou alfinetadas a Jimi Hendrix, agora numa entrevista para a revista Ultimate Classic Rock.

“O que eu fiz por Jimi – o que sempre me arrependi de ter feito por Jimi - foi quando seu empresário o trouxe para me encontrar no estúdio de gravação. Quando ele chegou, Jimi me perguntou que equipamento eu indicaria para ele comprar. Eu disse a ele que estava usando uma mistura de amplificadores chamado Sound City, que foi um substituto do amplificador da Marshall, sendo que esse amplificador tinha componentes de um Marshall para obter aquele tipo de som pesado”.

“Então, algumas semanas depois, fizemos um show com Jimi no Saville Theatre com ele abrindo o nosso show”, continuou Townshend. “Cara, gostaria de nunca ter dado a dica a ele! Jimi estava tocando com um amplificador Sound City e me peguei pensando: 'Meu Deus, esse cara já é brilhante o suficiente sem precisar tocar em volume alto a 1000 watts'”.

Esse comentário na verdade se resume apenas ao respeito que Pete Townshend possui por Jimi Hendrix, e sua natureza aberta sobre isso é nada menos que admirável.

Se não fosse pelo talento infinito de Hendrix, o cérebro por trás do THE WHO não teria lhe convidado para abrir o show da sua banda. Evidentemente, Hendrix pararia rapidamente de abrir shows de outros grupos, para que pudesse bater asas sozinho e se tornasse no maior guitarrista de todos os tempos.

Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page