top of page
  • by Brunelson

Led Zeppelin: qual o álbum da banda favorito do vocalista Robert Plant?


LED ZEPPELIN lançou 08 álbuns de estúdio da mais alta qualidade ao longo de 12 anos de carreira, de 1968 à 1980, com uma produção incomparável nesse período, já que o seu som hard rock dominava as ondas radiofônicas em todo o mundo.

Com o baterista John Bonham e o baixista John Paul Jones sendo uma das seções rítmicas mais formidáveis de todos os tempos, o grupo foi completado pelos talentos de Jimmy Page na guitarra e Robert Plant nos vocais com eficiência prolífica.

Escolher o seu álbum favorito do LED ZEPPELIN é uma tarefa difícil e presumimos que para o vocalista da banda, Robert Plant, seria como escolher o seu filho favorito.

No entanto, Plant não teve dúvidas sobre qual é o seu disco favorito da banda.





O cantor já falou em várias ocasiões que a sua música favorita da banda é "Kashmir" - lançada no álbum de 1975, "Physical Graffiti" (6º disco) - e sempre passou a tipificar o seu som ultrajante.


Falando uma vez à revista Rolling Stone, Plant fez a admissão sobre esse álbum: "É um dos meus discos favoritos da banda. Músicas como 'In The Light' e 02 ou 03 outras canções realmente foram um dos melhores momentos que a banda viveu", refletiu o vocalista.

"Além da música 'Kashmir', que incorpora tudo de bom que o LED ZEPPELIN representa. Em particular, liricamente foi tão positiva. É a busca, as viagens e explorações que Jimmy Page e eu seguimos para climas distantes, bem fora do caminho... Pra mim, é realmente a sensação do LED ZEPPELIN”.

Plant continuou: “‘Stairway to Heaven’ é uma musiquinha simpática, agradável, bem-intencionada, ingênua e muito inglesa. Não é a música definitiva do LED ZEPPELIN, mas 'Kashmir' é”.

Quando questionado pela revista Rolling Stone para nomear o seu álbum favorito do LED ZEPPELIN, Plant não hesitou e revelou: “'Physical Graffiti', coisa forte. E também parecia bom. Parecia muito duro, também era contido e exibindo um certo controle”.

O disco "Physical Graffiti" foi o início de um novo capítulo para a banda, já que agora eles tinham total controle criativo após a sua saída da gravadora Atlantic Records e se tornando independentes com o seu novo selo, Swan Song Records.

O guitarrista Jimmy Page estava trabalhando na produção do álbum e a banda não precisava mais ser restrita a uma grande gravadora, onde poderiam gravar o disco de rock mainstream que deveria ser, capturando a banda no auge de sua arte.

O álbum colheu grandes recompensas sendo um sucesso comercial e de crítica logo após o seu lançamento e estreando no 1º lugar nas paradas de álbuns no Reino Unido e em 3º lugar no ranking da Billboard.


"In The Light"


"Trampled Under Foot"


"Kashmir"


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page