• by Brunelson

Iggy Pop: quando fumou teia de aranha para ficar chapado


Iggy Pop, é justo dizer, não é estranho ao mundo da exploração química.


O cantor é tão famoso por seu consumo de narcóticos e comportamento selvagem quanto por sua habilidade musical. A sua reputação de ser a personificação do rock 'n' roll é imaculada e sua notoriedade é geralmente mantida em todo o mundo.

No entanto, até nós ficamos um pouco confusos quando topamos com este vislumbre da vida do cantor.

Com uma carreira que se estende desde o início dos anos 60, Iggy Pop encontrou-se criando música através de cada mudança de clima social e tendências do gênero, e enquanto o mundo ao seu redor flutuava, a sua visão criativa sempre permaneceu alinhada.

Sendo o vocalista da banda THE STOOGES e fazendo parcerias com David Bowie e com a cena punk rock de New York ao lado de Debbie Harry (vocalista do BLONDIE), Patti Smith, RAMONES e muito mais, Iggy Pop esteve lá e se fez presente.

Com ou sem uma banda para apoiá-lo, as turnês e shows de Iggy Pop se tornaram notoriamente caóticos, com o uso de drogas do cantor muitas vezes saindo do controle conforme os seus vícios o levaram a situações desesperadoras.


Sabemos que não é uma história incomum no mundo do rock ‘n’ roll e estamos felizes por Iggy Pop ainda estar por aqui para compartilhar as suas histórias e novas colaborações musicais.

Agora, livre de todas as drogas, Iggy Pop consegue refletir sobre os tempos difíceis do seu passado: “As drogas foram embora gradualmente da minha vida”, disse ele uma vez em entrevista num programa de auditório da TV inglesa em 2019. “As explosões foram diminuindo e se distanciando... A grande mudança pra mim veio, quando o meu corpo começou a se lembrar de todas as vezes que me senti mal. Então, me tornei muito, muito forte e resistente, pois realmente não quero mais rastejar para debaixo da mesa, ficar tremendo e ver ratinhos correndo sob os meus olhos pelas próximas 14 horas".

É um mantra que viu Iggy Pop emergir das profundezas para se tornar uma das figuras mais adoradas da música. Com o seu passado firmemente deixado para trás, ele agora pode ver o lado mais engraçado dos seus hábitos (clássico isso) e compartilhou alguns dos mais curiosos em muitas entrevistas.

O apresentador do programa que o estava entrevistando, tentando relembrar os momentos mais caóticos de Iggy Pop, lhe perguntou sobre uma vez em que ele, como vocalista do THE STOOGES, se eletrocutou enfiando a língua num plugue de tomada: "Bom, era um transformador de trem elétrico", corrigiu o cantor.

Porém, a maior revelação veio quando Iggy Pop sugeriu uma euforia natural que tentou conjurar: “Eu tentei fumar teias de aranha também”, acrescentou ele com uma cara completamente séria. “Eu tentei fumá-las, você sabe, é preciso começar de algum lugar”, finalmente rindo com completa e absoluta honestidade.

O apresentador do programa lhe perguntou, encerrando a entrevista: "Como foi fumar teias de aranha?"

Iggy Pop respondeu: "Foi uma coisa áspera".

Confira o áudio de estúdio da música "No Fun", lançada no álbum homônimo de estreia do THE STOOGES em 1969:


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead