• by Brunelson

Chuck Berry: quando apresentou a música "Johnny B. Goode" no Hall of Fame em 1995


A afiliação de Chuck Berry com o Rock and Roll Hall of Fame remonta ao início dos tempos.

O enigmático pioneiro do rock and roll foi o primeiro artista a ser introduzido no Hall of Fame em 1986 e estava pronto para atravessar o palco 09 anos depois, quando o museu finalmente abriu as suas portas para clientes pagantes.

Apoiado por ninguém menos que Bruce Springsteen e a sua The E Street Band, Chuck Berry teve uma performance poderosa. É um show que ficou para a história como uma das melhores performances do evento.

Chuck Berry tem uma longa história de usar bandas de apoio sempre que está em turnê, se livrando da abordagem complicada de reunir membros fixos e ter que lhes dizer o que fazer e não fazer a espera de aprovações - o que foi adequado ao temperamental cantor.

Dito isso, fazer parte da banda de apoio do ícone também nunca foi uma tarefa fácil e aqui no Hall of Fame ela veio com uma boa dose de energia e experiência.


Foi algo que Springsteen e seu grupo de músicos talentosos descobriram ao apoiar pela 1ª vez o imparável Chuck Berry em 1973 durante outro evento.

Um momento que Springsteen - um fã de Chuck Berry de longa data - se lembra muito bem.

Lá em 1973, Chuck Berry estava no mesmo nível de artistas como Jerry Lee Lewis e descobriu-se que mesmo com o seu novo álbum sendo lançado há algumas semanas atrás, o grupo de Bruce Springsteen estava pronto e esperando para ajudar o ícone do rock a fornecer algumas melodias para a sua performance.

Springsteen se lembrou muito bem do momento em que subiu ao palco com o seu ídolo lá em 1973: “Cerca de 05 minutos antes do início da nossa apresentação naquele evento, não sabíamos o que iríamos tocar e nem havia sinal de Chuck Berry, quando a porta dos fundos se abriu e ele apareceu com a sua guitarra e foi assim”, disse Springsteen para a revista Rolling Stone em 1987, lembrando intensamente do momento. “Ele apenas estacionou o seu próprio carro nos fundos e não tinha ninguém com ele - ou uma banda, que fosse".

"Eu perguntei pra ele: 'Que músicas vamos tocar?' E ele me disse: 'Vamos tocar algumas músicas de Chuck Berry'”. Foi uma experiência que faria a maioria dos grupos arrancarem os cabelos sem saber qual seria o setlist do show, mas para Springsteen e sua lendária banda de apoio, era exatamente o provador de que precisavam.

Talvez tenha sido o charme do calejado roqueiro que capturou os seus corações ou talvez eles ainda estivessem maravilhados com o seu ídolo e sua aparente majestade do rock, mesmo assim, o grupo agarrou o seu ofício da forma profissional de sempre.

Mas alguns minutos depois durante a apresentação da clássica música "Johnny B. Goode", Chuck Berry estaria pronto para os seus velhos truques e mudaria as coisas no meio da música, causando o caos clássico no rock'n roll.

“De alguma forma, depois de 01 ou 02 minutos enquanto estávamos tocando a canção, ele muda a música em uma nova marcha e andamento sem falar conosco”, disse o guitarrista da E Street Band, Nils Lofgren, quando foi entrevistado pela revista Ultimate Classic Rock sobre este evento em 1973. “Estávamos fazendo estes sons horríveis coletivamente, em frente a um estádio lotado, sabe? No auge, quando ninguém tem a menor ideia de como consertar isso, Chuck olha para todos nós e começa a andar devagarinho para fora do palco, longe de nós. Ele sai do palco, nos deixa todos tocando em seis tons diferentes sem nenhum líder de banda, entra no carro e vai embora. Acho que nunca participamos de algo tão musicalmente terrível desde que tínhamos provavelmente 13 ou 14 anos de idade”.

Chuck Berry talvez estivesse se divertindo com o grupo ou talvez apenas brincando com os novos garotos do bloco do rock and roll. Independentemente de como você olha para isso, a imagem de Berry caminhando para o carro e em seguida, saindo correndo do evento, é algo que será guardado para sempre na história do rock e que deveria ser considerada uma cena particularmente brilhante sempre que alguém fizer uma biografia sobre Chuck Berry.


Infelizmente não temos esta filmagem imaginária, mas podemos trazer o momento de quando Chuck Berry e Bruce Springsteen - com a sua banda de apoio - apresentaram a canção "Johnny B. Goode" no Rock'n Roll Hall of Fame em 1995, numa devida homenagem a um dos reis do rockabilly (vídeo abaixo).


Note a expressão de Bruce Springsteen sempre olhando para Chuck Berry, parecendo só no aguardo de quando Berry fosse aprontar mais uma vez com eles em cima do palco, mas apesar de uns leves trejeitos improvisados da lenda do rock, desta vez, a performance ocorre normalmente.


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead