Nirvana: “escolhemos cantoras porque Kurt era uma pessoa feminista”

November 14, 2017

 

Em uma entrevista para o site da Red Bull, Dave Grohl foi questionado sobre ter mulheres cantando no NIRVANA quando a banda foi incluída no Rock’n Roll Hall of Fame em 2014. Ele disse que Cobain sendo uma pessoa "feminista", influenciou a ideia de que ter mulheres seria a escolha certa para cantar as músicas do NIRVANA na cerimônia.

 

Jornalista: Por que vocês tiveram apenas cantoras para as performances no Hall of Fame em 2014?

 

Dave Grohl (baterista do NIRVANA): Porque Kurt Cobain era uma pessoa feminista. Alguém sugeriu que Joan Jett cantasse (vocalista/guitarrista da THE RUNAWAYS). Quero dizer, Joan Jett é a 1ª dama do rock’n roll, sabe? Ela é única e depois pensamos: "E quanto a Kim Gordon (vocalista/baixista do SONIC YOUTH)?" Kim e Kurt eram excelentes amigos e eles se amavam... E o SONIC YOUTH eram os nossos heróis no início de carreira, então falamos: "Sim, vamos receber Kim também".

 

 

Jornalista: E vocês também chamaram a cantora LORDE, certo?

 

Dave: Ela foi ideia minha... A sua música "Royals" é a sua própria pequena revolução nesse mar de besteiras de hoje em dia.

 

 

Jornalista: Ela está fazendo música pelo modo analógico. Este método está se tornando uma arte perdida?

 

Dave: Espero que eu não pareça um velho ranzinza aqui, mas vamos ser honestos, cara... Nunca machucou ninguém ficar praticando o seu instrumento para desenvolver a sua audição para um certo ritmo e melodia.

 

 

Jornalista: Então, o que você acha da EDM?

 

Dave: Mas que porra você está falando? Não fale em enigmas, cara!

 

 

Jornalista: Eletronic Dance Music, tipo SKRILLEX, DEADMAU5 e etc...

 

Dave: Ah, é assim que se chama? Não é simplesmente o meu tipo de música, sabe? Além disso, também não é nenhuma novidade, porque artistas como SUICIDE ou ATARI TEENAGE RIOT estão fazendo isso há décadas e ainda estão fazendo do melhor jeito.

 

Confira a performance do NIRVANA no Hall of Fame em 2014 da clássica música "Lithium" (lançada no 2º álbum de estúdio em 1991, "Nevermind"), dessa vez com a cantora Annie Clark (vocalista/guitarrista da banda ST. VINCENT):

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

The Kinks: relembrando imagens raras de show em Paris no ano de 1965

September 25, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead