Foo Fighters: “Dave Grohl é uma ditadura benigna"

September 23, 2017

 

FOO FIGHTERS falou sobre a "ditadura benigna" de Dave Grohl na banda, em entrevista para a revista Rolling Stone:

 

"Esta banda funciona porque não é uma democracia", falou o guitarrista Chris Shiflett. "As pessoas podem entender do jeito que quiserem, mas é uma grande razão pela qual a banda não se separou".

 

"É uma ditadura benigna", disse o baterista Taylor Hawkins. "Eu aprendi a manter a minha boca fechada até Dave realmente estar procurando por alguma coisa".

 

Dave Grohl prefere pensar na banda mais como uma família: "Quero dizer, eu sei que no final do dia é o meu nome que vai estar na assinatura do cheque, mas todos nós temos diferentes responsabilidades que mantêm a banda em andamento".

 

Grohl também falou sobre a influência do presidente Trump sobre o novo álbum de estúdio lançado agora em 15 de Setembro/2017, “Concrete and Gold” (9º disco).

 

A música de abertura do disco, "T-Shirt", surgiu após a eleição de Trump e compartilha algumas das mesmas preocupações: "Eu assisti a infame conferência de imprensa na TV, o que se transformou em uma sessão de gritos. Toda essa grosseira ambição de poder e controle me assustou, sabe? Eu fiquei, tipo: 'Oh, meu Deus! É nisso o que nos tornamos'".

 

Dito isto, se você não conhecesse a história a fundo, não há nada explicitamente político sobre o álbum. Dave finalizou: "Quando o FOO FIGHTERS sai em turnê tocamos para todos. Eu gosto de pensar que a música é algo que pode trazer 02 lados opostos do espectro na mesma arena por 03 horas de alívio. Há uma parte em mim que pensa que sou melhor em dar esperança às pessoas, então, é onde prefiro estar".

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Nirvana: Dave Grohl detalha como escolheu as pessoas para cantar na reunião em janeiro de 2020

February 28, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead