top of page
  • by Brunelson

John Bonham: as bandas e artistas da coleção pessoal do baterista do Led Zeppelin


Quando alguém pensa nos maiores bateristas de todos os tempos, normalmente nos deparamos com os mesmos nomes: Neil Peart (RUSH), Ginger Baker (CREAM), Gene Krupa (baterista de jazz), Keith Moon (THE WHO) e outros.


É um caso dos suspeitos de sempre quando se trata de mentes rítmicas.

Muitos dos nossos bateristas favoritos são hábeis, versáteis e técnicos, e todos podem argumentar que a figura mais icônica da bateria no rock'n roll pertencia aos titãs do rock inglês, o LED ZEPPELIN.

Seu eixo rítmico era John Bonham, que só pode ser descrito como um gênio. Tragicamente, ele faleceu com apenas 32 anos de idade em 1980, mas é uma prova do poder de seu trabalho que ele ainda é tão reverenciado até hoje. Ele deu a Ginger Baker e Gene Krupa uma aceleração pelos seus ganhos e conseguiu influenciar a proliferação de muitos estilos diferentes de bateria.

Notavelmente, Bonham tocou bateria com o poder de Thor e seu estilo fluido o destacou da multidão. Ele conseguiu misturar força com groove e sem ele é certo que o LED ZEPPELIN não teria ascendido tão meteoricamente e desbancado os BEATLES como a maior banda do planeta. Bonham escolheu o jazz, world music, blues e rock, e cultivou um estilo inconfundível que muitos tentaram e falharam em imitar na bateria.

Devidamente para uma figura que mudou tanto o jogo das coisas, um grande mito o envolve. Ele é um dos melhores exemplos de um "deus do rock", a tal ponto que a sua lenda precede sua música. Desde a sua morte, os discípulos de Bonham têm procurado conhecê-lo um pouco melhor, pois, segundo relatos de todos que o conheceram, Bonham tinha um caráter brilhante.

Seja quem ele considerava os seus heróis da bateria, a vida de Bonham está sendo marcada no mínimo por fãs de 05 gerações diferentes. Entre todas as pepitas de ouro de informações que os fãs desenterram a cada pesquisa jornalística e muitos livros a dissecar, há uma verdadeira joia que explica o quão eclético eram os gostos musicais de Bonham.


E este é o fato de que John Bonham era fã dos heróis da new wave, a banda THE POLICE.

Durante uma entrevista com o jornalista Chris Welch para o site Traps, a sua irmã, Deborah Bonham, relembrou: “A nossa casa estava sempre cheia de música tocando no vinil. Era James Brown, THE EVERLY BROTHERS e muita gravação de artistas da gravadora Motown. A coleção de discos de John tinha de tudo e era tudo música boa. Tinha também LITTLE FEAT, THE POLICE, KANSAS, Jimi Hendrix...”

E por incrível que pareça, não é tão surpreendente que Bonham fosse fã do THE POLICE.


Eles eram uma das bandas mais dinâmicas da época e foram complementados por sua própria seção rítmica estelar, com o baixista/vocalista, Sting, e o baterista Stewart Copeland. Copeland é um baterista elogiado por mérito próprio e por muitos artistas, sendo que o seu estilo inspirado no jazz também confirmou seu lugar entre os grandes nomes na história da música.

コメント


Mais Recentes
Destaques
bottom of page