• by Brunelson

Jack Irons: "eu não estava preparado para a explosão do grunge", disse ex-baterista do Pearl Jam


O ex-baterista de bandas como o PEARL JAM, RED HOT CHILI PEPPERS e ELEVEN, Jack Irons, foi entrevistado pela revista Rolling Stone e falou sobre a mudança de natureza dentro da cena musical rock durante o início dos anos 90, quando, de repente, bandas outrora do underground estavam ganhando exposição máxima ao mainstream.


* Pearl Jam: ex-baterista Jack Irons iria participar dos shows em 2021

Irons foi o baterista original do RED HOT CHILI PEPPERS nos anos 80, baterista da banda de Los Angeles chamada ELEVEN nos anos 90 (que contava com Alain Johannes, futuro integrante do QUEENS OF THE STONE AGE) e baterista do PEARL JAM a partir da turnê do álbum "Vitalogy" (3º disco, 1994) e que gravou a bateria nos álbuns "No Code" (4º disco, 1996) e "Yield" (5º disco, 1998).


Ele pediu para sair amigavelmente do PEARL JAM antes que a turnê do álbum "Yield" começasse, alegando problemas de saúde mental (bi-polar) e física (problemas nos tendões dos braços).


* Pearl Jam: "éramos péssimos comunicadores na época do álbum 'No Code'"

Segue somente esse trecho da entrevista:

"Com certeza, ninguém esperava por isso! Foi uma explosão, sabe? Simplesmente aconteceu...

Do ponto de vista de estar em Los Angeles, fazendo parte disso tocando na banda ELEVEN, trabalhando duro e sempre tentando obter sucesso, quando a cena de Seattle começou a explodir foi algo realmente notável.

A indústria fonográfica precisou de alguma forma se preparar para isso e do ponto de vista comercial, para vender o tipo de disco que o NIRVANA vendia e o PEARL JAM vendia, algo estava se armando para o qual eu não estava realmente preparado e então, a coisa toda explodiu em Seattle”.


"Hail Hail" (4º disco do PEARL JAM, "No Code", 1996)


"Brain of J." (5º disco do PEARL JAM, "Yield", 1998)


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques