top of page
  • by Brunelson

The Doors: quando Jim Morrison previu a sua morte "sou o nº 03"


Desde os primórdios da indústria da música, muitos músicos morreram em circunstâncias misteriosas.


Seja relacionado a drogas, suicídio ou assassinato, uma vez que essas figuras são reverenciadas em nível divino, muitos de nós querem acreditar que havia algo mais em jogo e que simplesmente o acaso ou a vontade própria não foram suficientes para causar a morte em questão.

De fato, são sempre as mesmas perguntas que circulam: Quem mais estava presente? Eles cometeram suicídio? Foi um acidente? Foi um assassinato?

Mas há uma razão para isto.

Em muitos dos casos mais famosos, a causa da morte ou as circunstâncias permanecem nebulosas após uma investigação policial completa e relatório do legista. Isso alimenta o mistério, resultando em fãs questionando o que realmente aconteceu e criando demanda por inúmeros exames.

Sem dúvida, uma das mortes mais desconcertantes de um músico é a do vocalista do THE DOORS, Jim Morrison. O enigmático poeta foi um dos heróis definitivos da contracultura, mas a sua vida e carreira foram marcadas pelo consumo de álcool e drogas. As teorias da conspiração são abundantes sobre a morte de Morrison devido à opacidade das circunstâncias.

Morrison faleceu em 03 de julho de 1971 em Paris. No início daquele ano, ele havia se mudado para a capital da França depois de ser condenado nos EUA por exposição indecente, após supostamente se expor durante um show em Miami no ano de 1969. Ele foi condenado a 06 meses de prisão e enquanto apelava pelo veredicto, optou por mudar-se a Paris.


* The Doors: revisitando a performance mais controversa de todos os tempos Na França, Morrison morava em um apartamento com a sua namorada, Pamela Courson, durante uma época em que muitos pensavam que ele estava tentando se livrar das drogas e álcool.


A história diz que Courson encontrou Morrison sem vida na banheira do apartamento, o aparente resultado de uma overdose de drogas (ou simplesmente um ataque cardíaco sem ter usado nenhuma substância). Preocupada que ela estaria implicada em sua morte, ela deu um relato falso dos acontecimentos, alegando que ele era o seu primo e que ele teve um súbito ataque cardíaco. As autoridades parisienses dispensaram a autópsia a pedido de Courson, permitindo que ela enterrasse Morrison no cemitério Père Lachaise. Foi só depois do funeral, apenas 02 dias após a sua morte, que a notícia se tornou pública.


O público assumiu que uma overdose foi a causa, pois nenhuma autópsia foi realizada. Depois, Courson sustentou que esse era o motivo até que ela faleceu em 1974 após uma overdose em Los Angeles. O fato de Courson ter morrido nessas circunstâncias levou algumas pessoas a questionar como Jim Morrison morreu. Para alguns fãs do THE DOORS, a história de sua morte se torna ainda mais intrigante pelo fato de que, supostamente, ele previu a sua morte. De acordo com um documentário apresentado pelo canal VH1, em outubro de 1970 Morrison saiu com um grupo de amigos para o clube Barney's Beanery em Los Angeles. Na época, Morrison estava de luto pela morte de outro herói (heroína) da contracultura e grande amiga dele, Janis Joplin, que tinha falecido no dia 04 de outubro de 1970. Além disso, o icônico Jimi Hendrix tinha falecido apenas algumas semanas antes, em 18 de setembro de 1970. Esta sensação mórbida de que a sua geração estava caindo como moscas, permeou o ar naquela noite e foi aqui que Jim Morrison previu a sua morte. De acordo com o documentário, ele disse aos seus amigos: “Vocês estão bebendo com o nº 03. Isso mesmo, nº 03”. Parecia que Morrison sabia que o seu tempo havia acabado... Fica a dica para quem ainda não viu o filme oficial do THE DOORS (1991), dirigido por Oliver Stone, onde o ator Val Kilmer assume integralmente e com sucesso o personagem de Jim Morrison e segundo entrevistas posteriores, Kilmer teve que fazer um tratamento terapêutico para conseguir sair do personagem na vida real.

Comentarios


Mais Recentes
Destaques
bottom of page