top of page
  • by Brunelson

Sonic Youth: o assassinato não resolvido que inspirou 02 músicas da banda


Ao longo de sua carreira, o SONIC YOUTH ganhou reputação como uma das bandas mais conflituosas da era grunge, jorrando letras duras que desmentiam a frustração com a corrupção, desigualdade e brutalidade da vida moderna - além do seu som totalmente anti-mainstream.

Mas em 1991, um assalto resultante em morte não provocado a um dos amigos íntimos do grupo, trouxe todos esses temas líricos mencionados acima à tona, porque no dia 19 de dezembro daquele ano, Joe Cole, um amigo da banda, foi morto a sangue frio, sendo que mais de 30 anos depois esse crime continua sem solução.

Filho do ator Dennis Cole, Joe também tinha uma carreira de ator e era escritor e roadie das bandas BLACK FLAG e ROLLINS BAND, além de ser testemunhado por muitos como uma pessoa muito afável.


Junto com o seu melhor amigo, Henry Rollins (vocalista do BLACK FLAG e ROLLINS BAND), ele morava em uma casa no notório bairro de Oakwood em Venice Beach, Califórnia. Considerada uma espécie de cidade fantasma, a área desenvolveu uma reputação de criar um ciclo de pobreza, crime e violência. De fato, Rollins e Cole só decidiram se mudar para essa área porque planejavam fazer um filme sobre os inúmeros veteranos sem-teto da Guerra do Vietnã que habitavam em suas ruas desertas.

Em 19 de dezembro de 1991, os 02 amigos decidiram curtir um show de rock no clube Whiskey A Go-Go, o famoso local em West Hollywood. No caminho de volta para casa, eles pararam num supermercado 24 horas e depois voltaram para casa. Ao se aproximarem da entrada, foram recebidos por dois homens armados com revólveres.


Os agressores colocaram Rollins de joelhos e forçaram Joe Cole a deitar de bruços no chão. Segurando as suas armas na cabeça da dupla, os ladrões disseram para eles não gritarem, se gritassem, morriam. Tirando os revólveres por um momento, um dos invasores revistou toda a casa em busca de dinheiro e levaram o que puderam encontrar.

Ainda insatisfeitos, os ladrões ordenaram que Cole e Rollins retirassem mais dinheiro de onde estivesse guardado no interior da casa e trouxessem de volta.

Primeiro, Henry Rollins levantou-se e foi autorizado a entrar na casa, mas quando Joe Cole foi fazer o mesmo, um dos homens armados atirou nele à queima-roupa no pátio sem motivo nenhum (alto uso de cocaína ou crack gera paranoia no sujeito e o faz ver coisas ou achar que certas coisas irão acontecer, tirando conclusões dedutivamente inválidas. Talvez, pensou ou achou que percebeu que Joe Cole iria fugir).


No caos, os ladrões também atiraram em Rollins enquanto ele entrava na casa, com as balas ricocheteando nas paredes e deixando-o incrivelmente ileso. Os dois agressores fugiram e quando a polícia chegou, eles haviam desaparecido na noite.

No chão, eles encontraram Joe Cole morto com um ferimento de bala no crânio.

Ao ouvir a notícia, a vocalista/baixista do SONIC YOUTH, Kim Gordon, escreveu a música "JC" e o vocalista/guitarrista, Thurston Moore, escreveu a canção "100%", ambas em memória a Joe Cole e que foram incluídas no álbum "Dirty" (7º disco, 1992).


Tragicamente, apesar de centenas de interrogatórios com testemunhas, os dois ladrões nunca foram encontrados e mesmo depois de tanto tempo, ainda há uma recompensa de U$ 25 mil dólares por informações que levem à captura dos assassinos.


Confira essas 02 músicas em homenagem a Joe Cole, sendo que no videoclipe da canção "100%" eles fizeram uma homenagem ao seu falecido amigo.


"100%"


"JC"


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page