• by Brunelson

Rage Against The Machine: relembrando cover do The Clash, a música "White Riot"


RAGE AGAINST THE MACHINE foi um dos muitos artistas que se sentiram inspirados a criar rock visceral por causa da banda THE CLASH, um dos pioneiros do punk rock que inauguraram uma nova atitude que o RAGE AGAINST THE MACHINE incorporou ao seu som.

A importância de trazer a política para a música e se tornar uma das maiores bandas do mundo foi uma conquista que as duas bandas conseguiram fazer com tranquilidade. Isso faz com que o cover da canção "White Riot" do THE CLASH feito pelo RAGE AGAINST THE MACHINE seja nada menos que a homenagem perfeita.

Quando o RAGE AGAINST THE MACHINE assumiu o controle do Finsbury Park na cidade de Londres em 2010 (foto), foi justo que eles prestassem homenagem aos artistas punk britânicos que os inspiraram tanto. Eles realizaram uma interpretação estrondosa de uma música do THE CLASH enquanto estavam no palco para o seu autoproclamado “concerto da vitória”.

Este show de 2010 foi realizado de forma gratuita após uma campanha para levar novamente o principal single do grupo, a música "Killing in The Name" (1º disco, "Rage Against The Machine", 1992) ao 1º lugar nas paradas de Natal do Reino Unido, sendo uma resposta ao programa X-Factor, onde o apresentador deste reality show musical havia tirado um "sarro" do RAGE AGAINST THE MACHINE.

Só lembrando de um pequeno detalhe: desde que este programa foi criado, sempre o ganhador do reality show era 1º lugar no ranking de Natal do Reino Unido, onde o RAGE AGAINST THE MACHINE derrubou esta supremacia naquele ano com uma música que havia sido lançada a quase 20 anos atrás.


* Rage Against The Machine: "não derrubamos Simon Cowell, o próprio povo do Reino Unido o derrubou


* Tom Morello: comemorando o 10º aniversário de lendário show do Rage Against The Machine na Inglaterra

O guitarrista do RAGE AGAINST THE MACHINE, Tom Morello, havia postado em rede social agora em 2020: “Há 10 anos atrás, RAGE AGAINST THE MACHINE realizou o 'Concerto da Vitória' gratuito para 90 mil pessoas no Finsbury Park, Inglaterra, para celebrar a bem-sucedida 'campanha popular' que destronou o programa X-Factor do apresentador Simon Cowell e colocou a música 'Killing in The Name' no ranking nº 1 de Natal do Reino Unido".

“A banda doou 100% das vendas e downloads do nosso single para instituições de caridade aos sem-teto do Reino Unido e o show pode ser considerado o maior da história da banda”, acrescentou Morello.

Olhando para trás, é difícil negar e que melhor maneira de comemorar a vitória de uma campanha popular do que com a lendária canção do THE CLASH?

O espírito punk que foi aceso em Morello quando adolescente desempenhou um papel fundamental no RAGE AGAINST THE MACHINE, tornando-se uma das forças imparáveis do rock.

Com certeza, THE CLASH e toda a "gangue" do punk rock haviam passado adiante a atitude anárquica para os seus discípulos: “Eu não conseguia acreditar que havia uma banda pra mim, sabe? Até aquele ponto, eu estava meio que acomodado, mas quando descobri o THE CLASH, não precisei mais me conformar com as coisas”, disse Tom Morello uma vez sobre o seu amor pela banda britânica quando foi entrevistado pela revista Classic Rock.

“THE CLASH é a minha banda de rock'n'roll favorita de todos os tempos. O álbum deles, 'London Calling', foi o ponto de partida para o meu amor pela banda. Até descobrir o punk rock, eu era um fã do heavy metal e foi a capa desse álbum que primeiro despertou o meu interesse e me fez pensar: ‘Quem é essa nova grande banda do estilo chamado punk rock?’”, lembrou Morello nesta mesma entrevista.

“Eu devorei aquele disco e não podia acreditar como era ótimo, o que fez muito da minha coleção de discos do heavy metal parecerem bobos, sabe? Era uma música com a qual eu poderia me relacionar liricamente muito mais do que com as letras do tipo 'masmorras e dragões' dos meus antepassados do metal. A convicção com que a banda tocava e com que Joe Strummer cantava e tocava guitarra, era indescritível”.

“Foi numa época em que eu estava me tornando politicamente consciente e aqui estava uma banda que me fez sentir que eu não estava sozinho. Era um grupo que falava a verdade - ao contrário do meu presidente, ao contrário das pessoas no noticiário nacional e ao contrário do meu professor - e pensei: ‘Estou dentro’”, declarou Morello com orgulho.

Confira este cover feroz da música "White Riot" do THE CLASH apresentado pelo RAGE AGAINST THE MACHINE em Londres no Finsbury Park no ano de 2010, o que deixaria Joe Strummer com certeza orgulhoso (vocalista/guitarrista do THE CLASH).

Ver os seus ensinamentos ainda vivos tantos anos depois e sendo transmitidos às novas gerações, estava no centro de tudo o que ele defendia.


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead