top of page
  • by Brunelson

Pink Floyd: qual a única música creditada aos 05 membros da banda?


Depois de emergir em meados da década de 60 como uma banda comum de blues ecoando a trilha do ROLLING STONES por Londres, o PINK FLOYD quebrou as paredes da convenção graças à genialidade do seu vocalista/guitarrista/compositor original, Syd Barrett.


Sob o capricho abstrato de Barrett, o PINK FLOYD se tornou um dos primeiros e mais proeminentes atos do circuito psicodélico.

Os primeiros sinais de psicodelia foram expressos de forma mais notável nas longas excursões instrumentais da banda em apresentações ao vivo. Os concertos costumavam ser acompanhados por shows de luzes rudimentares compostos por slides coloridos e lâmpadas domésticas para combinar com o colorido traje estampado do quarteto.

A banda rapidamente levou esta fórmula matizada de rock psicodélico para o estúdio depois de assinar o seu 1º contrato de gravação com a gravadora EMI Records.


Em 1967, eles tiveram uma recepção pública encorajadora depois de lançar os singles das músicas "Arnold Layne" e "See Emily Play". Estes foram logo seguidos por uma aparição no programa de auditório da TV inglesa, "Top of The Pops", junto com o seu álbum de estreia, "The Piper at The Gates of Dawn" (1967).


Nessa conjuntura, a banda parecia preparada para conquistar o mundo, mas tragicamente o estado mental de Barrett começou a entrar em espiral incontrolável em meio ao uso pesado de drogas psicodélicas. No final do ano de 1967, a banda trouxe o guitarrista David Gilmour, que assumiria as rédeas enquanto Barrett se tornava cada vez mais distante e pouco confiável.




Como 1967 ainda iria sangrar em 1968, Barrett permaneceu em uma posição no "banco de reservas" quando o quinteto começou a trabalhar em seu 2º álbum de estúdio, "A Saucerful of Secrets" (1968). Com o decorrer dos meses em 1968, Barrett seria dispensado do PINK FLOYD, depois de contribuir apenas com 01 composição original para esse álbum em andamento, a canção "Jugband Blues".

O vocalista/baixista, Roger Waters, agora tinha espaço para flexionar os seus músculos de composição ao lado do tecladista Richard Wright, que dividia os créditos pela maior parte do produto final. O disco "A Saucerful of Secrets" não foi apenas único em que as contribuições vocais de Wright superaram as de seus companheiros de banda, mas também foi o único a apresentar todos os 05 membros do grupo.


E uma das clássicas músicas da banda, “Set The Controls For The Heart of The Sun”, lançada no álbum "A Saucerful of Secrets", continua sendo um dos destaques de produção dos anos 60 do PINK FLOYD, onde esta canção é a única em toda a imensa discografia da banda que os 05 músicos foram creditados juntos na composição.


“Set The Controls For The Heart of The Sun”


Comentários


Mais Recentes
Destaques
bottom of page