• by Brunelson

Nirvana: quando foi expulso de sua própria festa de lançamento do álbum "Nevermind"


Essa história já é bastante conhecida nos veículos de comunicação e entre os fãs do NIRVANA, mas resolvemos lembrar o passado e deixa-la também registrada aqui.

NIRVANA não foi conhecido pelas suas credenciais corporativas. Na verdade, o grupo fez o seu nome como os garotos-propaganda anti-establishment e anti-consumismo, o que provou ironicamente ser um show que venderia milhões de discos e tornaria a banda conhecida no mundo inteiro, cravando a sua história como um dos grandes do rock'n roll.

Mas enquanto as vendas de discos aconteciam constantemente enquanto a banda estava ativa, o NIRVANA ainda era rebelde de coração.

Um desses momentos de rebelião frívola veio quando o grupo foi expulso de sua própria festa de lançamento do álbum destinado a ser um divisor de águas na história do rock, "Nevermind" (2º disco, 1991).


Eles começaram uma luta de comida em massa durante a festa de lançamento organizado pela gravadora da banda. Era um momento muito significativo para o NIRVANA, que havia estabelecido as bases underground com o seu disco de estreia, "Bleach" (1989).

A banda estava pronta para a festa de lançamento do álbum "Nevermind" que foi realizada no local chamado Re-Bar, em Seattle, o que na época era uma pequena cervejaria e que estava prestes a receber um grupo que ainda iria revolucionar o cenário musical com o seu novo álbum.

O convite do evento dizia:

“Esqueça (Nevermind) a triskaidecafobia, Aqui está o Nirvana Na sexta-feira 13, junte-se ao Nirvana e à gravadora DGC Records para uma festa de lançamento em homenagem ao Nirvana Álbum de estreia pela DGC, 'Nevermind'. Terá alimentos, bebidas e prêmios que você pode levar para casa, assim como algumas surpresas, pessoas para conhecer, a banda para cumprimentar... Mas tudo isso não importa, a parte importante é a música.

Escutar 'Nevermind' na íntegra e em alto volume”. Enquanto o cenário modesto era bem a cara do NIRVANA, a lista de convidados e a festa estavam longe da zona de conforto da banda. De acordo com várias biografias do NIRVANA e sobre Kurt Cobain, foi prometido a eles algo muito mais discreto e ainda assim foram abordados por coquetéis, canapés e conversas com executivos, mas sendo rapazes bem-educados, o grupo foi bastante cordial por um breve momento, enquanto davam autógrafos, conversaram e no geral se divertiram. No entanto, todo mundo tem um ponto de ruptura e o NIRVANA estava se aproximando a cada cumprimento e conversa com os convidados que eles nem conheciam. Após duas rodadas do álbum "Nevermind" ter sido tocado na íntegra durante a festa, o clima na sala começou a mudar quando Kurt Cobain, Krist Novoselic (baixista) e Dave Grohl (baterista), começaram a pedir músicas diferentes para serem tocadas.


Um dos executivos da gravadora do NIRVANA se lembrou mais tarde: “Percebi que Kurt, Krist, Dave e outros da equipe do NIRVANA, continuavam subindo na cabine onde estava o DJ pedindo para tocar outras músicas e eles obviamente estavam ficando cada vez mais bêbados… Então, a cerveja que era grátis acabou e as coisas começaram a ficar meio turbulentas”. "Foi nesse ponto, depois de algumas garrafas de Jack Daniels que começaram a misturar, que a banda e os seus amigos começaram a animar as coisas. Depois que o grupo terminou de arrancar todos os pôsteres das paredes, Krist jogou um tamale (comida) em Kurt e no seu velho amigo, Dylan Carlson. Kurt devolveu com uma salva de guacamole... Logo, tinha comida voando por toda parte, sem se importarem com os empresários e executivos da indústria cujos ternos estavam sendo respingados de comida". “Acho que me assustei com toda a situação e consegui reuni-los e junto com os seguranças da festa, tirei toda a banda do bar, bem a tempo deles começaram a vomitar na calçada da rua”, concluiu o executivo da gravadora. Foi o suficiente para expulsar o NIRVANA de sua própria festa: “Estávamos rindo”, lembrou Novoselic mais tarde. “Meu Deus, acabamos de sermos expulsos da nossa própria festa de lançamento do disco!” Funciona como uma espécie de metáfora para a conexão defeituosa que eles mantinham com a indústria da música. Ao mesmo tempo, eles trouxeram vendas maciças e foram geralmente elogiados como os salvadores da música de guitarra, no entanto, eles também estariam sempre puxando as coisas na contramão.


Tentando forjar o seu próprio caminho através do deserto da música monetizada, o NIRVANA sempre foi a banda para provocar quem queria manipula-los e ter as rédeas em cima deles.


"Breed" (Disco: "Nevermind")


Mais Recentes
Destaques