• by Brunelson

Lily Cornell Silver: "as músicas do meu pai, Alice in Chains e Pearl Jam, salvaram vidas"


A filha mais velha do 1º casamento de Chris Cornell, Lily Cornell Silver - que possui um podcast onde entrevista diversos artistas falando sobre doenças e saúde mental - desta vez foi entrevistada pelo site Ultimate Guitar e dentre vários assuntos, falou sobre o impacto que bandas como o SOUNDGARDEN, PEARL JAM e o ALICE IN CHAINS fizeram na vida de muitas pessoas.


* Eddie Vedder: filha de Chris Cornell entrevista o vocalista do Pearl Jam em seu programa


* Eddie Vedder: quando ficou pendurado com Chris Cornell numa montanha há 15 metros de altura


* Eddie Vedder: "passamos por muitas curas interiores com os pais das pessoas que morreram em Roskilde"

Confira um trecho dessa entrevista:

Jornalista: Eu sinto que um traço terapêutico comum que a maioria das pessoas têm é com a música. Do seu ponto de vista, por ter sido criada num ambiente musical e exposto ao lado empresarial da indústria musical, a música ainda é algo que você considera terapêutico?

Lily Cornell Silver: É tão interessante que você diga isso, porque às vezes quase hesito em dizer que é terapêutico sim, apenas por causa do que testemunhei crescendo na indústria da música. Acho que a música, como forma de arte por si só, é absolutamente terapêutica, mas acho que a indústria da música está longe de ser terapêutica, tipo, é uma espada de dois gumes.

Silver: A música salva vidas e a música salvou a minha vida. Muitas pessoas me disseram que a música do meu pai salvaram as suas vidas ou que o ALICE IN CHAINS, a banda que a minha mãe é empresária (Susan Silver), salvou as suas vidas com as suas músicas, ou que o PEARL JAM salvou as suas vidas. Então, eu sei que é uma coisa muito terapêutica, mas acho que uma vez que você está na indústria musical, daí é uma história totalmente diferente.



Jornalista: Você acha que isso é algo que você viu com pessoas próximas a você? Não apenas com o seu pai, mas Jerry Cantrell também já falou sobre isso (guitarrista do ALICE IN CHAINS).

Silver: Sim, quero dizer, Eddie Vedder tocou um pouco neste assunto comigo quando o entrevistei em meu podcast, que a música era algo que ele fazia para curar a sua alma e passar por certos períodos na vida. Acho que ele me disse que a ideia de ter sucesso com a música foi ótima, mas ele teria feito música de qualquer maneira na sua vida.

Silver: Isso é algo que o meu pai me incutiu desde muito jovem, que você não pode fazer nada pelo desejo de fama e sucesso. Você tem que fazer algo porque ama e se é isso que resulta, ótimo, mas se você está fazendo algo com o objetivo de fama e sucesso, você nunca terá sucesso.

Silver: E ele estava dizendo isso no contexto de qualquer coisa, não apenas na música, tipo, se você quer ser um chef de cozinha, adestrador de cães ou qualquer outra coisa, você tem que fazer isso porque você ama e isso é algo que eu penso o tempo todo.

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques