• by Brunelson

Eddie Vedder: filha de Chris Cornell entrevista o vocalista do Pearl Jam em seu programa


Lily Cornell Silver, filha do primeiro casamento do falecido frontman das bandas SOUNDGARDEN, TEMPLE OF THE DOG e AUDIOSLAVE, Chris Cornell, deu as boas-vindas nesta segunda-feira passada (24/08/2020) a um convidado muito especial para o seu programa chamado Mind Wide Open do canal cibernético IGTV: o vocalista do PEARL JAM, Eddie Vedder (foto).


“Estou emocionada que Eddie se ofereceu para participar do meu programa Mind Wide Open”, disse Lily em um comunicado anunciando o programa. “O apoio dele e da sua família em torno do meu programa significa muito para mim. Ele sempre foi como um tio para mim e é um dos pilares de sustentação da minha vida. Sei como a sua voz é impactante para as pessoas ao redor do mundo e agradeço profundamente tudo o que ele representa, então, estou muito animada para que outras pessoas vejam e ouçam os seus insights".


Em sua conversa, Vedder investiga o seu crescimento em circunstâncias um tanto duras e como essa experiência o moldou em termos de ética de trabalho, a sua capacidade de sobreviver a tempos difíceis, como o seu amor pela música o ajudou a encontrar o caminho que o levou ao PEARL JAM e compartilhou algumas histórias sobre sair com o velho amigo Chris Cornell.


Vedder também lembrou como ele lutou para seguir em frente depois da tragédia no Roskilde Festival há 20 anos atrás (que, coincidentemente, foi no mesmo dia quando Lily Cornell Silver nasceu) e como o guitarrista e o vocalista do THE WHO (seus ídolos), Pete Townshend e Roger Daltrey, o ajudaram durante este período turbulento, já que o THE WHO também passou por uma tragédia semelhante em Cincinnati em 1979, quando a multidão de pessoas levou 11 pessoas à morte.


Vedder falou sobre esta tragédia que o PEARL JAM passou, onde 09 pessoas morreram pisoteadas durante a apresentação da banda no Roskilde Festival: “Basicamente, lá estava eu ​​em posição fetal e Pete havia me dito: 'Você pode lidar com isso’, e eu lhe respondi: ‘Não posso... Não sei, Pete, acho que não posso. Estou perdendo o controle'. E ele me disse: 'Não, você pode lidar com isso...' Ele me deu poder para me recompor, sabe?”.


Vedder complementou: “Não sei se já me senti tão confortável dando conselhos... Acho que sou bom em aceitar conselhos e acho que sou uma pessoa treinável, portanto, o meu conselho seria aceitar conselhos”.


Ele também reconheceu que as "letras sombrias" do PEARL JAM que falam sobre o seu falecido pai, foi "provavelmente uma coisa saudável para todos, porque acendeu conversas cruciais sobre saúde mental".


Vedder emendou e falou sobre Chris Cornell, que morreu de suicídio em 2017: “O seu pai... Obviamente ele tinha a música em si e aquelas são algumas letras obscuras. As letras de Kurt Cobain eram algumas letras obscuras, as letras de Layne Staley também eram letras sombrias, tipo, não eram pessoas dizendo: 'Vou fingir que estou escrevendo uma música sombria'. Não, era real para todos”.


Ele continuou: "E então, algumas pessoas começaram a zombar das bandas grunge por causa disso, mas milhares de pessoas se identificaram e levaram para o lado pessoal, porque elas perceberam que nós não estávamos brincando”.


Vedder também se recordou sobre o impacto do álbum de estréia do PEARL JAM, "Ten" (1991): "Me lembro do nosso primeiro álbum, tipo, há algumas letras tristes naquelas músicas e me pego pensando de vez em quando: 'Bom, é meio deprimente que dezenas de milhões de pessoas se relacionaram com aquilo', mas novamente, provavelmente foi uma coisa saudável para todos”.


Vedder também disse a Lily que sabe o quão orgulhoso ele está de seu ativismo e paixão em torno do programa Mind Wide Open, bem como da série Let’s Talk de sua própria filha, Olivia Vedder.


“Sorte para o planeta que vocês são muito mais inteligentes e muito mais sintonizadas do que imaginam”, disse Vedder numa parte da entrevista.


Na postagem que acompanha este episódio, Lily escreveu em rede social: “Estou honrada por ter a companhia de uma luz que guia a minha vida, Eddie Vedder do PEARL JAM. Discutimos os impactos sociais e políticos na saúde mental, as próprias experiências pessoais de Eddie sobre o assunto e a importância do ativismo e da empatia em nosso planeta".


Você pode conferir o programa completo em inglês, acessando o site do Yahoo.


O site rockinthehead já publicou algumas reportagens explicando este belo vínculo de Eddie Vedder com a filha mais velha de Chris Cornell. Confira logo abaixo:

* Pearl Jam: relembrando Roskilde/Dinamarca


* Eddie Vedder: citando filha de Cornell e tragédia ocorrida em Roskilde


* Pearl Jam: resenha sobre a canção "Love Boat Captain", do disco "Riot Act"


* Pearl Jam: "nossos corações continuam doendo", sobre tragédia no Roskilde Festival em 2000

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead