• by Brunelson

Layne Staley: "comecei a escrever sobre censura", sobre o hit "Man in The Box"


De todas as bandas grunge que proliferavam na cena de Seattle no final dos anos 80 e início dos anos 90, poucas eram mais sombrias que o ALICE IN CHAINS, com o seu vocalista icônico, Layne Staley, e os riffs da guitarra de Jerry Cantrell como escritor e compositor principal da banda, trazendo tudo em uma afinação mais baixa (grave) com temas reais e intrínsecos em suas letras.

A banda rapidamente acumulou uma reputação real na cena, principalmente em seu EP de estreia, "We Die Young" (1990). Nesse mesmo ano, o álbum de estreia, "Facelift", também não oferecia muita leveza, com músicas como "Sea of Sorrow", "Bleed The Freak" e "It A'int Like That" ajudando a estabelecer esse lado do grunge como a antítese mais pesada e desiludida do que o hair metal dos anos 80.

O grupo também tinha um talento especial para um domínio consciente das melodias, como pode ser ouvido nas harmonias vocais bem amarradas produzidas por Staley e Cantrell. Esta seria uma das grandes marcas da banda que logo iria configurar o leque do grupo e no seu disco de estreia, a canção que forneceu uma plataforma melhor para essa mistura cativante foi a clássica "Man in The Box".

Ao ser entrevistado pela revista Rolling Stone em 1992, Layne Staley lançou alguma luz sobre a inspiração por trás da letra dessa música, a qual iria fazer o ALICE IN CHAINS ficar conhecido no mundo inteiro: “Comecei a escrever sobre censura. Na mesma época, saímos para jantar com algumas pessoas vegetarianas da nossa gravadora, a Columbia Records. Elas me contaram como a vitela era feita de bezerros criados nessas pequenas caixas e essa imagem ficou na minha cabeça. Então, fui pra casa e escrevi sobre a censura do governo e o consumo de carne pelos olhos de um bezerro condenado”.

Jerry Cantrell acrescentou: “Mas o que se trata basicamente é como o governo e a mídia controlam a percepção do público sobre eventos no mundo ou qualquer outra coisa, e eles te transformam em uma caixa, alimentando-o em sua casa, você me entende? Trata-se apenas de sair dessa caixa e olhar para fora dessa caixa que foi construída pra você”.

Ironicamente, a própria música "Man in The Box" foi alvo de censura devido ao uso repetido da palavra “shit” durante os versos da música. Na época, as edições de rádio apresentavam a palavra “cuspir” inseridas ou simplesmente silenciavam a palavra completamente, trazendo os temas de supervisão e controle para uma clareza total.


"Man in The Box"


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques