• by Brunelson

Josh Homme: "procuro usar as piores coisas de forma incorreta", sobre instrumentos baratos


Ao longo já de suas 04 décadas tocando música com todos, de KYUSS, QUEENS OF THE STONE AGE e THEM CROOKED VULTURES, o frontman Josh Homme raramente subiu ao palco sem os seus equipamentos peculiares.

Enquanto alguns dos maiores músicos do mundo gravitam em torno de modelos clássicos da Fender ou Gibson, o arsenal de Homme parece mais uma loja de 2ª mão: Maton, Motor Ave, Epiphone e Teisco.

A filosofia de equipamentos de Homme se concentra em apenas uma coisa: utilidade.


* Queens of The Stone Age: revelada uma das "armas secretas" da sonoridade da banda

Se uma guitarra ou amplificador soam bem, não importa se é um item de colecionador em perfeitas condições ou um pedaço de sucata de venda de garagem, Josh Homme usufrui da mesma forma. As guitarras mais baratas são tratadas com o mesmo cuidado que as vintages e amplificadores de valores inestimáveis não são manuseados com luvas de criança para Homme.

“A guitarra Epiphone de U$ 300 dólares que eu tenho é um dos meus melhores e mais fiéis soldados”, Homme revelou uma vez em entrevista ao site Music Radar em 2010. “É o melhor martelo que eu tenho na minha caixa de ferramentas, porque é isso que eu faço, sabe? Eu martelo. Sou autodidata e toco porque essa é a minha religião: a música”.

Homme não evita completamente os equipamentos vintage, é que os seus gostos tendem a não ser paralelos ao que os colecionadores preferem: “Eu tenho uma guitarra Gibson ES-225 e que gosto muito. Claro, é o modelo não colecionável da série Gibson, porque tem um P-90 na posição central, mas essa é uma ótima posição, porque tem o som leitoso do braço da guitarra e bastante corte na posição dos agudos. Ela também funciona muito bem acusticamente, então, você pode microfoná-la como um acústico e adicionar esse toque extra à tonalidade”.

Ele continuou: “Eu tenho uma guitarra Teisco 65... Eu tenho uma filosofia, que é usar as piores coisas de forma incorreta. Essa Teisco por exemplo, é a melhor guitarra já feita? Ela é terrível, mas há algo nela e ela tem uma certa coisa que me atrai”.

“Isso vale para amplificadores também”, finalizou Homme. “Estou fazendo o que já ouvi várias vezes de guitarristas que é uma blasfêmia. Eu tenho um amplificador Gibson EH-185 de 1938 que uso nas turnês e provavelmente não há mais de 400 deles em todo o mundo e esse é o mais perfeito que eu já vi. E está aqui comigo! Numa outra noite eu tropecei nele e derramei vodca em cima e essas coisas não devem ser limpas como uma fralda nova”.

Confira a performance do QUEENS OF THE STONE AGE tocando a música "Monsters in The Parasol" (2º disco, "Rated R", 2000), onde Josh Homme toca com a sua guitarra Epiphone de U$ 300 dólares:


Mais Recentes
Destaques