• by Brunelson

Foo Fighters: "implorei de joelhos para Pat Smear não sair da banda em 1997"


Dave Grohl foi entrevistado pelo radialista Zane Lowe da Apple Music e dentre vários assuntos, falou sobre a saída do guitarrista Pat Smear do FOO FIGHTERS em 1997.


* Foo Fighters: "não penso sobre o legado da banda"

Pat Smear, lendário guitarrista de Los Angeles e da banda seminal THE GERMS, em 1993 iria entrar no NIRVANA para ser o 2º guitarrista. Com a formação do FOO FIGHTERS em 1995, ele é um dos membros originais do grupo.

Smear retornaria ao FOO FIGHTERS em 2006, participando como convidado especial na turnê acústica do álbum "In Your Honor" (5º disco, 2005), ficando no palco em tempo integral e tornando a banda com 03 guitarristas. Ele ainda iria gravar somente a música "Let it Die" para o próximo álbum do FOO FIGHTERS, "Echoes, Silence, Patience & Grace" (6º disco, 2007), e faria participação em alguns shows e músicas dessa turnê.

No álbum "Wasting Light" (7º disco, 2011), Pat Smear retornaria em tempo integral ao FOO FIGHTERS participando de toda a gravação deste álbum e seguindo firme na banda até hoje.

Seguem alguns trechos dessa entrevista de Dave Grohl, quando perguntado sobre a saída de Pat Smear em 1997:

“Essa foi uma pergunta difícil, muito difícil... E foi no começo da banda, antes mesmo de lançarmos o nosso 2º álbum de estúdio, 'The Colour and The Shape' (1997), Pat Smear já tinha decidido que não queria mais fazer esse tipo de trabalho".

"Quando começamos a banda, não tínhamos realmente um plano. Nós apenas sabíamos que queríamos tocar e fizemos tantos shows quanto podíamos, colocando milhares de quilômetros em nossa banda".

"Após o lançamento do álbum homônimo de estreia do FOO FIGHTERS em 1995, ficamos 01 ano e meio em turnês constantes, o que realmente exigiu muito de nós. Por mais que isso nos tenha inspirado, acho que havíamos entrado tão fundo que percebemos: 'Ah, cara... Isso não está parecendo apenas fazer shows no fim de semana, já está se tornando em outra coisa', você me entende?"

"E isso era algo que Pat nunca tinha realmente experimentado. Mesmo quando Pat se juntou ao NIRVANA, naquela época em que ele se juntou ao NIRVANA, estávamos numa turnê pelos EUA onde viajávamos no ônibus particular da banda e fazendo 03 shows por semana, para preservar a voz de Kurt e coisas assim..."

"Então, nós mergulhamos de cabeça no FOO FIGHTERS e eu acho que no final, parecia: ‘Ok, estamos fazendo isso de novo naquele mesmo ritmo e está ficando sério', e Pat basicamente me disse: 'Eu simplesmente não estou mais de cabeça nisso'. E para ser perfeitamente honesto, eu fiquei de joelhos, literalmente de joelhos, implorando para ele ficar... Eu chorei, cara".

"Implorei a ele para ficar, porque não sabia se conseguiria fazer isso sem ele. E Pat me disse, gentilmente: 'Eu simplesmente não estou nisso, cara. Eu simplesmente não estou nisso'. Você não pode fazer alguém te amar e às vezes você não pode realmente mudar a opinião de alguém, e então eu percebi: ‘Ok’".


"Mas o início desta banda representou algo mais do que musical pra mim. Foi uma continuação de vida depois de perder tudo com o fim do NIRVANA. Eu pensei: ‘Não posso parar por aqui. Eu tenho que continuar. Eu comecei esta banda para continuar e agora eu tenho que seguir em frente', e quando Pat deixou a banda, ficou um vazio lá".

"Havia um grande buraco que não podíamos necessariamente preencher, mas simplesmente continuamos e fomos em frente, mas então, anos depois, nós nos reunimos, nos abraçamos, choramos e dissemos: "Aquilo foi tolice, cara".


* Foo Fighters: como foram as saídas dos membros da banda? (baterista William Goldsmith)


* Foo Fighters: como foram as saídas dos membros da banda? (guitarrista Pat Smear)


* Foo Fighters: como foram as saídas dos membros da banda? (guitarrista Franz Stahl)

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques