• by Brunelson

Eric Clapton: falando de quando conheceu Jimi Hendrix e reunião do Cream em 2005


Eric Clapton foi entrevistado pela BBC Radio e dentre vários assuntos, falou sobre o "incidente" em conhecer Jimi Hendrix, além de relembrar como foi a reunião da banda CREAM em 2005.

"Jimi Hendrix veio ver o CREAM se apresentar num show", disse Clapton.


* Jimi Hendrix: a repercussão que causou quando chegou na cidade de Londres em 1966

Questionado sobre se conheceu Jimi Hendrix no clube The Marquee, em Londres, Clapton respondeu:

Eric Clapton: Na verdade foi no clube chamado The Bag O'Nails, que não tenho certeza onde ficava, mas era perto da Carnaby Street. Mas poucos dias antes deste show, Jimi foi para a Regent Street Polytechnic para participar de uma jam session conosco, com a banda CREAM.

Clapton: A 1ª vez que vi Jimi Hendrix, foi quando ele veio ver um show do CREAM na época em que estávamos nos apresentando nas faculdades. Subimos no palco e então o baixista da banda THE ANIMALS e que gerenciava a carreira inicial de Jimi, Chas Chandler, veio até nós e falou: "Eu tenho um amigo que adoraria tocar com vocês..."

Clapton: Sim, naquela época era comum, onde qualquer pessoa poderia se levantar da mesa e se você fosse convincente o suficiente para tocar, poderia subir no palco para tocar uma jam com qualquer banda.

Clapton: E então, Jimi se levantou e explodiu a cabeça de todos. Eu apenas pensei na hora: "Alguém que toca as coisas que eu amo pessoalmente, está aqui no palco comigo!" Na verdade tive o privilégio de ser, tipo, algo que ninguém jamais será, amigo dele.

Clapton: Aquele "incidente", naquela noite, é histórico em minha mente, sendo que apenas algumas pessoas estão vivas que o conheceram pessoalmente.

Radialista: Você acabou de mencionar a sua banda, CREAM. As pessoas falam sobre ser o 1º supergrupo na história do rock. Quando o CREAM se reuniu em 2005, foi menos tumultuado em termos de relacionamento entre vocês?

Clapton: No começo foi difícil porque não nos víamos há muito tempo. Não quero me gabar, mas fui eu que iniciei aquela reunião, sabe? Que fiz os telefonemas para eles...

Clapton: E havia um pouco de hesitação, mas não muita. A gente deliberadamente nos colocava em um longo ensaio, ensaiava 01 mês inteiro e todos os dias.

Clapton: E Ginger Baker (baterista) sempre era o 1º a chegar no estúdio e ficava praticando o seu solo de bateria antes de chegarmos lá.

Clapton: E Baker era tão consciente nas coisas, o que me tocou profundamente que ele sentia a música daquela forma. Todos nós estávamos realmente dedicados aquilo, porque significava muito na verdade.

Clapton: Realmente significou muito que ainda éramos capazes de fazer isto, sabe? Muitas pessoas que conhecíamos naquela época não podiam realmente ter reuniões completas porque um deles tinha falecido ou algo assim, mas nós fomos capazes de fazer aquilo.

Clapton: Quando recém subimos ao palco no Albert Hall, em Londres, as pessoas se levantaram e aplaudiram por 03 minutos ou algo assim, uma ovação de pé antes de tocarmos uma nota sequer e isso foi muito, mas muito comovente.

Clapton: E eu acho que todos nós absorvemos isso e tocamos com os nossos corações, o que ficou tudo mais fácil.

Clapton: O meu pensamento na época e frequentemente penso assim também: "Aquela foi a melhor banda em que já toquei e eu tinha algo que pudesse se comparar aquilo em termos de paixão, técnica e diversão?" Eu acho que não... Talvez isto seja uma verdade.

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques