• by Brunelson

Cream: qual a música que foi escrita junto com George Harrison?


Não é segredo que George Harrison e Eric Clapton eram bons amigos. Eles se conheceram em dezembro de 1964, quando a banda de Clapton naquela época, THE YARDBIRDS, abriu um show dos BEATLES no icônico Hammersmith Odeon em Londres.

O que se seguiria se tornaria uma das amizades mais famosas do rock...

Clapton ajudou Harrison a aperfeiçoar o seu magnum opus e forneceu apoio musical para o 3º disco solo do beatle, o passeio introspectivo de 1970, "All Things Must Pass". Além disso, a convergência mais icônica dos dois guitarristas de elite veio na música dos BEATLES, "While My Guitar Gently Weeps". Acreditava-se por muito tempo que Harrison tocava a linha dessa guitarra clássica, quando na verdade, era Eric Clapton tocando o tempo todo e ironicamente é um dos seus melhores momentos nas seis cordas.

A amizade entre os dois era tão interessante que há amplo discurso a respeito. Fala-se que, quando Clapton liderou o grupo de curta duração, DEREK AND THE DOMINOS, ele escreveu o single de sucesso "Layla" e o título do álbum "Layla and Other Assorted Love Songs" (1º e único disco, 1970), como um tributo à sua paixão pela então esposa de Harrison, Pattie Boyd.


Esse amor eterno por Boyd definiria a sua vida durante grande parte dos anos 70, sendo que em 1979 ela acabaria se tornando a sua esposa.

Independentemente desse "triângulo amoroso", durante os últimos anos de existência dos BEATLES, Harrison ficou cada vez mais desiludido com todo o projeto. Ele começou a não gostar de tocar com o resto da banda e se sentiu gradualmente se afastando dos seus velhos amigos. Felizmente, a sua habilidade musical não foi totalmente sufocada, pois era apenas dentro dos limites dos BEATLES que Harrison estava ficando infeliz.

Durante esse tempo, para se refrescar Harrison tocava com os seus outros amigos, incluindo Ravi Shankar, Bob Dylan e Eric Clapton. Na verdade, durante uma turnê no final de 1968, Harrison se viu em uma jam session repleta de estrelas com Dylan e Clapton. A essa altura, Clapton ainda tocava no power trio hard rock, CREAM, que também estava chegando ao seu prazo de validade.

Durante esse momento sagrado, Harrison e Clapton uniram forças mais uma vez e escreveram uma música clássica que entraria no 4º e último disco do CREAM, "Goodbye" (1969), e que foi a canção "Badge". Muitas pessoas desconheciam desse fato, pois Harrison é creditado sob o pseudônimo de L'Angelo Misterioso, devido ao seu contrato vinculativo com a gravadora dos BEATLES, a Apple Records.

Harrison tocou guitarra rítmica na música e quando você percebe que Harrison a co-escreveu, é fácil identificar de onde a canção obteve a sua essência comovente e gerando um rock emocionante. A música é nada menos que um clássico esquecido, apresentando um solo de guitarra brilhantemente maleável de Clapton que é lastreado por uma leveza sem esforço nenhum e embalado pela guitarra rítmica de Harrison.

Em 1977, Harrison havia revelado à revista Crawdaddy (que também era um clube noturno na Inglaterra): “Eu ajudei Eric Clapton a escrever a canção ‘Badge’”.

Falando da situação de composição em que o CREAM se encontrava nessa música, Harrison explicou: “Cada um deles teve que criar uma música para o álbum 'Goodbye' e Eric não tinha a sua canção escrita”.


Esse relato da operação de composição do disco "Goodbye" explica muito, já que em alguns pontos o álbum parece um pouco incompleto. Além disso, a música "Badge" apresenta um conteúdo lírico no mínimo confuso...

São frases do tipo: “Pensando nas vezes que você dirigiu no meu carro / Pensando que eu poderia ter te levado longe demais” e “Eu te disse para não vagar no escuro / Eu te disse sobre os cisnes / Que eles vivem no parque”.

Nessa mesma entrevista de 1977, Harrison lembrou como a canção "Badge" foi criada e claramente não pretendia ser uma música excessivamente séria.


Ele lembrou: "Estávamos trabalhando um em frente ao outro no estúdio e eu estava escrevendo as letras e chegamos à parte do meio, então, escrevi a palavra 'Bridge' na folha para marcar. Eric leu de cabeça pra baixo a folha e começou a rir, dizendo: 'O que significa 'Badge'? Depois disso, Ringo Starr entrou bêbado no estúdio e nos deu aquela fala sobre os cisnes que vivem no parque”.

De qualquer forma, a música é um clássico do CREAM e o fato de contar com 05 dos músicos mais icônicos da época, se torna muito inspiradora em escutar.

CREAM é amplamente aclamado como o 1º supergrupo musical, pois cada membro era um virtuoso por direito próprio. O baterista Ginger Baker e o vocalista/baixista, Jack Bruce, que estavam constantemente em desacordo entre si, inspiraram legiões em seus respectivos campos e não precisam de introdução.


* Cream: por que Eric Clapton acha o primeiro álbum muito fraco?

A mudança de chave no meio da música "Badge", uma vez que salta para o solo, é nada menos que gloriosa. De certa forma, pode ser considerada um progenitor inicial da onda hard rock que inundaria a música nos anos 70.

"Badge"


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques