• by Brunelson

Cream: por que Eric Clapton acha o primeiro álbum muito fraco?


CREAM, durante a sua curta permanência juntos, tomou o mundo de assalto e anunciou um período de 02 anos de domínio que os viram lançar 04 álbuns de estúdio e garantir firmemente os nomes de Eric Clapton, Jack Bruce e Ginger Baker nos livros da história.

Para uma banda ser tão reverenciada como o CREAM, apesar de estarem juntos por um período tão curto de tempo, você esperaria que todas as músicas que eles produzissem fossem perfeitas, mas de acordo com Clapton esse não foi o caso, conforme ele descreveu o álbum de estreia da banda como “muito fraco”.

O power trio lançou o 1º disco em dezembro de 1966, "Fresh Cream" (foto), que também foi o primeiro álbum pela gravadora Reaction Records, uma empresa de propriedade do produtor e empresário da própria banda, Robert Stigwood. O disco foi imediatamente um sucesso comercial e de crítica e com o passar dos anos, passou a ser considerado um dos álbuns de rock mais importantes de todos os tempos.

Notavelmente, no entanto, Eric Clapton tem um ponto de vista diferente sobre o esforço de estreia da sua banda.

O grupo estava junto há apenas alguns meses antes do lançamento do álbum e na verdade, "Fresh Cream" é o disco que apresenta muito o som de uma banda entrando em território desconhecido. Em parte, é por isso que é considerado tão altamente esplêndido. A bela mistura dos mundos do jazz, blues e rock, o tornou um dos discos mais marcantes da época.

Porém, Clapton sendo sempre o perfeccionista, acredita que a banda precisou de mais tempo do que o necessário no estúdio para suavizar qualquer aspecto que ele percebe como uma borda áspera.

“Eu pensei que o álbum de John Mayall era melhor do que o material do CREAM”, Clapton revelou para a revista Classic Rock em 2017. “Para ser honesto, pensei que fomos muito fracos no álbum de estreia do CREAM. Havia apenas algumas coisas das quais eu realmente me orgulhava - naquela época e agora. A maioria delas ficaram no álbum de despedida do CREAM, "Goodbye" (4º disco, 1969). Eu não sei, acho que nos perdemos rapidamente com o CREAM, sabe? Era tudo fumaça e espelhos o que víamos".

“Estávamos apenas tentando manter a coisa rolando, pois na verdade não tínhamos um líder”, acrescentou Clapton. “Acho que isso foi parte do problema, pois a liderança mudaria num piscar de olhos. Num minuto seria eu, no minuto seguinte seria Jack, no outro minuto seria Ginger. Não era coeso e antes de irmos muito longe, nos tornamos um supergrupo e era aquela coisa de tentar alcançar o seu próprio mito”.

Tecnicamente, CREAM era uma espécie de supergrupo. Todos os três membros vieram para a banda de projetos como THE YARDBIRDS e John Mayall & THE BLUESBREAKERS, um fator que significava que eles eram diferentes como uma nova banda em cena.

No entanto, o produtor e empresário do CREAM, Robert Stigwood, usou os seus antecedentes a seu favor, jogando a ideia de "supergrupo" que instantaneamente fez toda a indústria da música se sentar e prestar atenção. Antes que percebessem, CREAM se tornara um dos artistas mais comentados do país, o que significava que quase tudo que eles produziam seria elogiado.

“Eu realmente não levo isso muito a sério”, disse Clapton sobre o chamado "mito". “Acho que é interessante na melhor das hipóteses, mas vivi do outro lado disso e devo admitir, também sou culpado de fazer isso, então, não posso julgar isso porque eu também criei esse espectro de mito, assim como fizeram com Robert Johnson. Eu realmente nunca me subscrevi nesse mito específico sobre ele ter 'vendido a sua alma', mas há algo parecido com isso em... Não em vender a minha alma, mas apenas se dedicar a algo. Essa poderia ser uma explicação melhor para todas essas coisas”.

Mesmo que Clapton não seja o maior fã mundial do álbum "Fresh Cream", continua sendo um dos discos mais significativos da história do rock. Se Stigwood não tivesse usado a sua mente genial de marketing para "açoitar" o CREAM para as massas, quem sabe se a banda teria causado um impacto tão grande quanto foi?

Se não tivesse recebido a atenção que o "mito" do supergrupo deu à banda, estaríamos ao menos falando sobre isso agora? Bom, "Fresh Cream" ainda é um álbum que soa muito bem depois de todos esses anos, mesmo que não pareça para um dos homens que o criaram.

Confira o áudio de estúdio da música "Spoonful" do CREAM, lançada no disco "Fresh Cream":


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques