• by Brunelson

Alice in Chains: quando Layne Staley bateu num skinhead nazista durante show em 1993


Em 1993, enquanto o ALICE IN CHAINS fazia um show na Suécia em turnê do álbum "Dirt" (3º trabalho de estúdio, 1992), o vocalista Layne Staley convidou um skinhead nazista para subir no palco - antes de meter dois socos nele.


Staley, que morreu tragicamente de overdose de heroína (speedball) em 2002, viu o homem fazendo um gesto nazista em toda a performance do ALICE IN CHAINS, quando a banda se apresentava na capital da Suécia, em Estocolmo. Staley, incapaz de ignorar a pessoa na multidão, parou o show, chamou a pessoa, o ajudou a subir no palco e deu-lhe dois socos de direita.


ALICE IN CHAINS, que estava em transição na época depois que o baixista Mike Starr foi substituído por Mike Inez, desfrutava de uma turnê europeia ao lado do SCREAMING TREES.


De acordo com Randy Biro, o técnico de guitarra e baixo da banda durante a turnê, um homem da platéia que estava perto do palco, começou a fazer gestos obscenos e nazistas durante o show, onde ativamente também tentava bater nas pessoas que faziam mosh pit.


Depois da banda ter terminado de tocar a canção "It Ain't Like That", Staley já tinha visto o suficiente - além do homem socando e metendo os cotovelos nas pessoas - e resolveu agir com as próprias mãos.


De forma inteligente - como vários amigos e pessoas que conviveram com Layne Staley já relataram sobre a sua personalidade - Layne foi ao microfone e declarou para a multidão: “Nós amamos vocês, suecos”, o que foi recebido por aplausos da platéia quando ele começou a caminhar até a beira do palco.


Com um pouco de ajuda do segurança, Staley conseguiu alcançar o homem na multidão para o espanto dos outros membros da audiência. Depois de acertar dois socos na criatura, Staley rapidamente empurrou o homem para fora do palco e ele foi imediatamente removido do show.


Retornando ao microfone, Staley ainda falou para o sujeito: "Morra, sua porra de nazista".


No entanto, após o show o homem denunciou a banda à polícia que, por sua vez, começou a tentar localizar o vocalista do ALICE IN CHAINS. Porém, a essa altura o grupo já estava a caminho de pegar uma balsa para a próxima etapa da turnê, que seria na Finlândia.


Dito isso, as autoridades locais conseguiram alcançar a banda que, por sua vez, teve os seus passaportes apreendidos até a situação de Staley ser resolvida.


Após uma breve investigação, que incluiu o apoio à banda do próprio irmão do nazista, a mesma resultou em Staley sendo liberado e elogiado pela polícia sueca.


Confira este episódio logo abaixo:

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead