Pearl Jam: resenha sobre a canção "Love Boat Captain", do disco "Riot Act"

March 25, 2020

 

Em 2002, PEARL JAM lançava o seu álbum mais subestimado de todos, "Riot Act" (7º disco).

 

E neste álbum foi lançado a música "Love Boat Captain", uma canção de difícil digestão, com um perturbador entendimento de sua construção sonora e sem nenhum gancho melódico. 

 

Mas conforme a letra e inspiração para esta música, tudo isto citado não deveria mesmo ser as marcas principais da mesma.

 

E como atitude de praxe durante toda a carreira do grupo, a canção "Love Boat Captain" - sem apelo comercial sonoro nenhum, longe de apostarem conscientemente como um hit e com um vocal triste e mais grave do que o comum - foi lançada mesmo assim como um dos singles do álbum.

 

Em 30 de junho de 2000, PEARL JAM estava em turnê na Europa e quando a banda grunge foi se apresentar como headliner no Roskilde Festival, Dinamarca, 09 pessoas morreram pisoteadas durante a apresentação, deixando ainda 26 pessoas feridas (foto). O vocalista do PEARL JAM, Eddie Vedder, homenageou os fãs que morreram neste festival na canção "Love Boat Captain", sendo o autor das letras e compondo a música junto com o tecladista recém-inserido na banda, Boom Gaspar.

 

Estas 09 pessoas eram: um policial cadete de 26 anos de Hamburgo, um holandês de 23 anos, três suecos - dois de 22 e um de 20 anos - além de 04 dinamarqueses (incluindo um de 17 anos), onde todos vieram a falecer neste show de horrores. 

 

Essas 09 vítimas morreram quando a multidão correu em direção ao palco, alegando uma precária qualidade e volume de som que era emitido das caixas dos alto-falantes, os quais não abrangiam o suficiente para saciar todo o público presente. 

 

Se não me engano, foi bem nessa época que o pessoal do THE WHO - principalmente o guitarrista Pete Townshend - se aproximou do PEARL JAM para dar-lhes o apoio necessário, pois situação semelhante também havia acontecido com o próprio THE WHO num show do grupo no passado.

 

Sem contar que, nas palavras dos próprios membros do PEARL JAM, o grupo quase encerrou as atividades por causa desta tragédia.

 

Após esta fatalidade, o criador (THE WHO) abraçou a criatura (PEARL JAM), gerando uma parceria até os dias de hoje.

 

Me recordo que esta notícia causou tanto impacto que foi matéria no Jornal Nacional aqui no Brasil. O apresentador do jornal, William Bonner, dando a notícia com uma breve imagem de um Eddie Vedder atônito, inconformado, choroso, olhando desesperançoso com a mão na cabeça para a multidão, com o show interrompido e posteriormente cancelado.

 

Em maio de 2017, a filha mais velha de Chris Cornell (por sinal, dias antes do falecimento de Cornell) tinha compartilhado em rede social uma adorável foto de si mesma quando ainda bebê, nos braços de Vedder.

 

Em setembro de 2000, Vedder havia sido entrevistado pelo site PearlJamOnLine e contou uma grande história sobre este incidente fatal - e que faz um link com a filha de Cornell:

 

“Nunca falei com ninguém sobre Roskilde... Foi a experiência mais brutal que tivemos e eu ainda estou tentando lidar com isso. Logo antes de irmos para realizar o show, recebemos um telefonema. Chris Cornell e sua esposa, Susan, tiveram uma filha naquele dia... E também uma pessoa que cuidava do som teve que sair mais cedo, porque a esposa dele iria ter um filho. Aquilo me levou às lágrimas, porque eu estava tão feliz, sabe? Nós estávamos subindo ao palco naquela noite com 02 novos nomes em nossas cabeças, mas em 45 minutos tudo mudou".

 

Agora em junho de 2019, Eddie Vedder estava em turnê solo pela Europa e no show realizado em Dusseldorf, Alemanha, ele comentou com o público sobre Chris Cornell, dizendo que Cornell foi a 1ª pessoa - entre o seu grupo de amigos próximos em Seattle - que teve um filho.

 

Junto a isso, Vedder também relembrou sobre a tragédia de Roskilde:

 

“Obrigado por esta ótima e maravilhosa noite juntos. Queria compartilhar algo pessoal e seria ótimo se pudéssemos manter isso entre nós. Eu sei que é incomum nos dias de hoje, mas isso tornaria ainda mais especial. Eu gostaria de dizer algo sensível e novamente, vamos manter somente entre nós.

 

Há 19 anos atrás, algo muito especial aconteceu... Um dos nossos amigos mais íntimos, entre todas essas pessoas maravilhosas de Seattle, foi o 1º de nós em nosso grupo de amigos e familiares a ter um filho. O casal teve uma linda filha e ouvimos a notícia logo antes de subirmos ao palco na Dinamarca, em Roskilde, há 19 anos atrás.

 

Foi uma daquelas situações em que você estava celebrando a vida dessa pessoa, mas então, a coisa mais difícil que qualquer um de nós já passamos aconteceu mais tarde. Eu sempre penso em todos esses pais de todas aquelas pessoas que faleceram. Conheci alguns deles e eles se tornaram familiares para mim, para a minha família e para todos da nossa banda.

 

Desde então, passamos momentos com eles, tocamos para eles e nos vemos eventualmente. Hoje, nós conseguimos celebrar a vida e também as vidas ao nosso redor. 

 

Então, vou tentar tocar essa música, pensando em uma grande garota de 19 anos chamada Lily (filha de Chris Cornell)".

 

Logo depois desse belo discurso, Vedder tocou a canção solo de Chris Cornell, "Seasons", pela 1ª vez na vida e que foi a última música do show.

 

Nesta mesma apresentação solo, Vedder também tocou a canção "Love Boat Captain".

 

No término da música "Love Boat Captain", Vedder resgata as energias dos BEATLES, cantando: "Tudo o que você precisa é de amor". 

 

Confira a tradução desta canção, acompanhado da música logo abaixo:

 

"Love Boat Captain" (Capitão do Barco do Amor)
 

Será que é só mais um dia nesse lugar esquecido por Deus?
Primeiro vem o amor e então a dor
Que comecem os jogos
Perguntas surgem e respostas somem, insuperáveis

 

Capitão do barco do amor
Assuma o leme e leve-nos à calmaria, aqui
Isso já foi cantado, mas nunca é demais dizer
Tudo o que você precisa é de amor

 

Será que é só mais uma fase? Terremotos criando ondas
Tentam se livrar do câncer? Oh, seres humanos tolos
Quando você segura a mão do amor, tudo é superável

 

Me abrace e faça disso a verdade
Assim, quando tudo estiver perdido, ainda terei você


Porque para o universo, eu nada sou
E só há uma palavra em que eu ainda acredito
E é amor

 

É uma arte conviver com a dor, misturar as luzes com as cinzas
Há dois anos, perdemos nove amigos que nunca conheceremos
E se nossas vidas se tornarem longas demais, isso nos fará sentir mais culpa?

 

E os jovens, eles podem perder a esperança pois não conseguem ver além do hoje
A sabedoria que os velhos não podem revelar, hey
Sempre nos acuando
Às vezes a vida
Não te deixa em paz

 

Me abrace e faça disso a verdade
Assim, quando tudo estiver perdido, ainda terei você


Porque para o universo eu nada sou
E só há uma palavra em que ainda acredito
E é amor, amor, amor, amor, amor

 

Capitão do barco do amor

Assuma o leme e leve-nos à calmaria

Sei que isso já foi cantado, mas nunca é demais dizer
Amor é tudo o que você precisa, tudo o que você precisa é de amor

Amor, amor

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Dave Grohl: apresentando a canção "My Hero" pela internet

March 31, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead