top of page
  • by Brunelson

Keith Moon: quando tentou vender um carro para Jeff Beck


A era de ouro do rock é conhecida por muitas coisas, desde o virtuosismo técnico de seus músicos ao excesso alimentado por drogas e ocasionando bizarros comportamentos.

E este 2º aspecto era intrínseco ao baterista do THE WHO, Keith Moon, que dentre inúmeras histórias, uma vez ele também tentou vender um carro para o músico Jeff Beck no final dos anos 60.

Beck, que ficaria mundialmente conhecido como guitarrista do THE YARDBIRDS e carreira solo, era amigo próximo de Moon, onde vieram a se conhecer no clube Speakeasy na famosa Carnaby Street, quando a cidade de Londres era o auge do rock'n roll nos anos 60 com a invasão britânica.


“Keith Moon e eu nos conhecemos no clube Speakeasy ou em outros clubes ali da rua”, lembrou Beck conforme em sua biografia. “Quando a Carnaby Street começou a abrir clubes noturnos pela rua, você poderia facilmente encontrar Keith Moon por lá. A cada 02 dias ele se cansava de uma camisa que estava usando, a jogava fora e comprava outra – ele podia pagar... Eu me dei bem com ele da maneira mais fácil. Pete Townshend (guitarrista do THE WHO) era um pouco... Nós éramos meio que... Uma competição. Eu me dei bem com Keith Moon em um nível muito maluco e foi uma grande terapia apenas estar junto com ele”.

E foi em uma dessas noites nos clubes da Carnaby Street que Moon tentou vender a Beck um dos seus carros.


A dupla compartilhava uma paixão por carros e Moon frequentemente pedia a Beck para ir até a sua casa para verificar um novo modelo que ele havia comprado. Depois te ter feito a proposta na noite anterior, logo no outro dia Beck compareceu na residência de Moon para verificar as condições do carro que ele queria vender: “Keith veio até mim um dia e disse: 'Eu tenho um carro que quero te vender. Apareça amanhã na minha casa'".

Como observou Beck, esta não tinha sido a 1ª vez que Moon incorporou o papel de vendedor de carros usados e olhando para esse modelo em particular, Beck não ficou impressionado quando viu o estado do veículo.


Beck concluiu: "Eu falei para Keith: 'Obrigado, mas eu não quero'. O carro que ele tinha me oferecido era um monte de merda... Era inacreditável, porque tinha criado raízes e plantas no chão do carro e havia ervas daninhas nascendo dos assentos”.

















Comentários


Mais Recentes
Destaques
bottom of page