top of page
  • by Brunelson

Josh Freese: "é uma coisa agridoce e gostaria que não houvesse uma razão para eu ser o baterista do Foo Fighters”


O atual baterista do FOO FIGHTERS, Josh Freese, sobre sua reação de quando Dave Grohl o convidou para entrar na banda no final de 2022: “Foi quase como se eu tivesse ficado sem fôlego e eu apenas pensei: ‘Meu Deus!'”


Freese foi confirmado oficialmente como o novo baterista do FOO FIGHTERS em maio de 2023, antes de saírem em turnê com Grohl e companhia em divulgação ao seu último álbum de estúdio, "But Here We Are" (11º disco, 2023). Freese já havia se apresentado no palco com o FOO FIGHTERS nos shows tributo ao baterista Taylor Hawkins em Londres e Los Angeles no ano de 2022.


Hawkins morreu em 25 de março de 2022, quando o FOO FIGHTERS estava em turnê na América do Sul, mais precisamente na cidade de Bogotá, Colômbia. Ele tinha 50 anos de idade.


Durante uma nova entrevista com o jornalista Rick Beato, Freese lembrou do dia em que Grohl o contatou sobre se juntar ao FOO FIGHTERS e que estava perto do Natal de 2022: “Eu estava passeando na rua com minha esposa e alguns dos nossos cachorros, quando olhei no meu celular e falei pra ela: ‘Ah, Dave Grohl tentou me telefonar há 20 minutos atrás’, e ela me disse: ‘Eu sei por que ele está ligando pra você’. E eu respondi a ela: ‘Calma... Eu não estou pensando nisso’. Juro por Deus, não foi por isso que pensei que ele estava me ligando”.


Freese continuou: “Quer saber? Ele pode estar dando uma festa de Ano Novo ou ele pode estar fazendo um projeto com todos aqueles nossos amigos bateristas que se apresentaram nos shows tributo a Taylor Hawkins”.


Quando Freese telefonou de volta para Grohl, o assunto foi: “Conversamos um pouco sobre o Natal e suas filhas”, antes da conversa se voltar para o futuro do FOO FIGHTERS, com Grohl dizendo que eles iriam lançar um novo disco.


“Eu disse a ele: ‘Vocês gravaram um álbum?’ E Dave me respondeu: ‘Sim e gravamos um monte de coisas. Eu toquei a bateria e estou muito feliz com o som que ficou. Estou muito animado com esse disco e tivemos uma conversa sobre o baterista e queremos que você seja o cara’”.


Freese disse que: “Senti como se alguém tivesse me dado um soco no estômago, sabe? Eu não disse na hora pra ele: ‘Uau! Nossa! Isso é muito legal!’ Eu não fiquei animado assim, porque foi quase como se eu tivesse ficado sem fôlego. Eu apenas pensei: ‘Meu Deus!’”


Ele continuou: “Eu estava, tipo: ‘Ok, lá vamos nós então’, porque eu sabia... Depois do seu convite, eu tive tempo para pensar sobre isso e tudo mais, foi quando cheguei naquela hora em que você pensa: 'Você sabe que tem que fazer isso, certo?' Porque eu fui convidado por alguém que sempre respeitei, não apenas como compositor, vocalista e guitarrista, mas como baterista”.


Freese então elogiou Grohl ao jornalista dizendo que ele é “um filho da puta muito foda” e que Grohl possui algo que “não pode ser ensinado”.


“Dave é o baterista dos bateristas”, disse Freese. “Não é como: ‘Ah, sim, ele costumava tocar bateria’. Não. Ele é 'o' baterista, entende o que eu quero dizer? E tentei deixar que isso fosse uma fonte de inspiração e entusiasmo pra mim, em vez de deixar que isso me intimidasse ou me assustasse".


“Porque se você começar a seguir esse caminho, isso pode te intimidar e te assustar: ‘Meu Deus, sou o baterista de Dave Grohl!’ Mas ele torna tudo tão confortável, bom e natural na maneira como tocamos juntos... É tudo muito bom".


Freese explicou que “ficar conectado” com Grohl no palco “nunca foi estressante”, acrescentando: “É sempre divertido e emocionante”.


Mas no início da conversa, Freese havia dito: “Continua a ser uma coisa agridoce, porque parte de mim fica me dizendo: ‘Eu gostaria de não estar lá. Eu gostaria que não houvesse uma razão para eu ser o baterista do FOO FIGHTERS”.


Ele lembrou como sempre foi amigo de Hawkins por 25 anos, antes da dupla se tornar “muito mais próxima” nos últimos 05 ou 06 anos antes de sua morte, “o que torna tudo ainda mais estranho”.


“Conheço alguns dos caras da banda há muito, muito tempo”, disse Freese. “Eu conheci Dave Grohl antes dele estar no NIRVANA”.


Para finalizar, ele descreveu os 02 shows tributo a Hawkins como experiências “terapêuticas e curativas... Foi especial, sabe?”


Desde o lançamento do álbum "But Here We Are", o FOO FIGHTERS já realizou 03 pernas da turnê americana com passagens pelo Canadá, mais as turnês pela Europa, Oceania e passagens pelos Emirados Árabes, Brasil e Japão.



Agora em maio de 2024, FOO FIGHTERS irá dar largada a sua 4ª perna da turnê pelos EUA.


"Nothing at All" (Disco: "But Here We Are")


コメント


Mais Recentes
Destaques
bottom of page