top of page
  • by Brunelson

Chris Cornell: em 2007, por que ele não aceitaria ser vocalista do Led Zeppelin em suposta turnê?


Após a icônica reunião do LED ZEPPELIN em 2007 se apresentando somente na O2 Arena em Londres - à qual mais de 01 milhão de pessoas tentaram comparecer - começaram a circular rumores sobre uma turnê completa da banda...

No entanto, o vocalista Robert Plant nunca teve interesse e eles precisavam de um substituto para que a turnê funcionasse.

Como todos sabemos, não houve turnê, e o guitarrista Jimmy Page não teve sucesso em tentar manifestar a sua fantasia. Em vez disso, o guitarrista foi forçado a colocar os seus planos em banho-maria e com o passar do tempo, Page aparentemente aceitou que a banda nunca mais tocaria junto.

Se for esse o caso, eles se curvaram em estilo gracioso.

No entanto, seguindo o hype todo daquela reunião em 2007, parecia que uma turnê e aparições em festivais eram inevitáveis. Infelizmente, Plant acabou extinguindo o fogo em relação ao seu envolvimento, mas as conversas sobre uma turnê com um cantor diferente continuaram.

O vocalista do LED ZEPPELIN havia dito em resposta num comunicado: “É frustrante e ridículo que essa história continue a surgir quando todos os músicos que cercam a história estão ansiosos para continuar com os seus próprios projetos individuais e seguir em frente. Desejo a Jimmy Page, John Paul Jones e Jason Bonham (filho de John Bonham, falecido baterista) nada além de sucesso em qualquer projeto futuro”.

Além disso, o jornal britânico, The Sun, também especulou que eles estavam fazendo testes para novos cantores, sendo que o nome de Chris Cornell foi um que surgiu à superfície.


Em teoria, fazia todo o sentido e se alguém podia se colocar adequadamente no lugar de Plant, era Cornell.

Por alguns dias, naquela época parecia que era uma certeza que eles fariam uma turnê com Chris Cornell devido a especulações da imprensa. O boato se intensificou a tal ponto que o vocalista das bandas SOUNDGARDEN, TEMPLE OF THE DOG e AUDIOSLAVE (essa última que tinha acabado de encerrar as atividades), não teve escolha a não ser falar sobre o assunto à imprensa.


“Eu nunca faria algo assim, sendo convidado ou não”, comentou Cornell. “Isso simplesmente não faz o menor sentido pra mim. Eu não gostaria de me ver cantando músicas do LED ZEPPELIN com os outros 02 caras que costumavam estar em uma banda chamada LED ZEPPELIN, enquanto que Robert Plant está em algum lugar em turnê solo”.

Ele acrescentou: “Esse não é um ingresso que eu compraria. Deus os abençoe, mas isso não é o LED ZEPPELIN. Acho completamente deprimente se eu fizesse isso e nunca faria algo assim. Quero deixar claro, apenas por respeito ao legado da banda”.

Na verdade, não há LED ZEPPELIN sem Robert Plant e teria sido no mínimo uma caricatura ver outra pessoa na frente do grupo, mesmo que estivesse tão bem equipado com Chris Cornell.


Além disso, a forma como o LED ZEPPELIN se retirou naquele show de reunião na cidade de Londres em 2007 foi perfeita e qualquer outra coisa que eles fizessem depois sem algum dos seus membros sobreviventes, poderia ter impactado negativamente o seu legado.


Confira a apresentação do LED ZEPPELIN neste show de reunião em 2007, tocando a música "Black Dog":


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page