• by Brunelson

Smashing Pumpkins: Corgan fala sobre Kurt Cobain


O baterista do METALLICA, Lars Ulrich, entrevistou recentemente o frontman do SMASHING PUMPKINS, Billy Corgan, em seu programa de rádio, It's Electric. Seguem alguns trechos:


Billy Corgan: "Quando estávamos indo pela 1ª vez com o SMASHING PUMPKINS para New York, Los Angeles ou Londres, éramos tratados de uma certa maneira que nos deixava realmente confusos, porque a gente cresceu numa classe média trabalhadora, sabe? O trabalho era muito pesado e você também cresceu assim, não é? Era como trabalhar ou morrer. Então, estávamos gostando de ir para um lugar como New York, mas as pessoas vinham nos falar: 'Tudo isso daqui é muito para vocês'. Era como se nós fôssemos castigados por ter trabalhado demais, sabe?"


"Lembro-me de Courtney Love me ligando uma vez e dizendo: 'O seu 1º álbum foi injustiçado, porque é tão bom que poderia ter o mesmo nível de reconhecimento do 2º disco de vocês, pelo fato de terem trabalhado duro nele e os solos são bons demais, sabe?'"


"E você sabe, o METALLICA também passou por isso. As pessoas diziam que tinham que ter ambição, mas era quase como uma zombaria o que elas falavam e eu pensava..."


Lars Ulrich: "Sim, eu também ouço falar exatamente o que você está dizendo".


Corgan: "E eu pensava..."


Lars: "Realmente, é uma coisa que sobe à cabeça delas..."


Corgan: "Sim, vocês também se importam bastante, não é? Eu pensava: 'Saia do meu caminho, porra! Você sabe o que eu quero dizer nas minhas letras? Você sabe de onde estou vindo? Você sabe do que eu quero escapar?'"


"Eu costumava falar sobre Kurt Cobain, de que esse tipo de pessoal queriam acreditar que Kurt sairia da cama, tomaria algumas drogas e iria compor um clássico do caralho... Kurt Cobain como letrista, compositor e visionário, era uma porra de um assassino para esse tipo de gente. Ele foi ótimo no que fez e é uma pena que ele não tenha feito mais isso, porque Kurt era muito bom no que fazia. Ele deixou as pessoas acreditarem que ele era o cara do tipo, ah, sim..., você sabe..."


"Você sabe, muito antes do NIRVANA ter sido o que foi, quantas noites você acha que Kurt sentou na porra de um porão tentando descobrir por que esse acorde combinava com esse outro acorde? E ouvindo as primeiras demos do NIRVANA e depois escutando o 1º disco e na sequência o 2º disco, percebe-se que a voz dele foi mudando. Tipo, não está apenas mudando fisicamente, mas também está encontrando o personagem de Kurt Cobain".


"Esses tipos de pessoas só queriam ficar sentadas nos seus escritórios, falando sobre Kurt, sobre o que ele fez e o que não fez. Ele e Dave Grohl entraram em discussões sobre questões musicais, mas e daí? Kurt só pedia uma merda de folga da pressão da mídia, sabe? Mas o bom disso tudo é que o público e os fãs em geral - em geral - só se preocupam com a música".

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead