Smashing Pumpkins e Soundgarden: qual foi a treta que rolou entre eles?

September 16, 2017

Após o retorno do SOUNDGARDEN em 2010 (separados desde 1997), o frontman do SMASHING PUMPKINS, Billy Corgan, havia citado a banda nos meios de comunicação dizendo que o motivo da reunião era só para ganhar dinheiro. 

 

Na época, Corgan afirmou que o frontman do SOUNDGARDEN, Chris Cornell, havia ferido os seus sentimentos quando Cornell chamou o retorno do SMASHING PUMPKINS em 2007 de “ilegítimo”, uma vez que o grupo não havia retornado com a formação original da banda (separados desde 2000, o retorno só contou com Corgan e o baterista Jimmy Chamberlin como membros originais).

 

Porém, a tensão parecia ter diminuído em 2016 com Corgan seguindo o SOUNDGARDEN nas redes sociais.

 

Através de rumores, a formação original do SMASHING PUMPKINS está planejando se reunir para uma turnê em 2018.

 

Confira um breve review das histórias (farpas) que foram publicadas em vários meios de comunicação entre as 02 bandas (de 2012 à 2014):

 

 

 

Billy Corgan, Agosto/2012 (site PhilStar):

 

"Existem bandas que basicamente estão voltando apenas para ganhar dinheiro, só tocando as músicas dos seus álbuns antigos e talvez, em algum lugar no fundo de suas mentes, eles pensem que pode haver algum futuro para eles... Obviamente, eu não pratico essa linha de pensamento e não admito fazer parte desse negócio, sendo que eu condeno qualquer um que esteja nesse comprometimento. Quando o SOUNDGARDEN voltou do seu hiato e tocando apenas as suas músicas antigas nos shows, eu achei ótimo porque sempre fui um fã do SOUNDGARDEN, mas chame este retorno pelo que isto é: eles estão lá fora para ter uma rodada a mais, no mínimo".

 

 

 

Billy Corgan, Agosto/2012 (Rádio 93.3):

 

"Eu quero que toda a minha geração se levantem e saiam do bar. Não aprecio quando alguém da minha geração, que uma vez pensei ser um amigo, decide mijar no meu pequeno recinto por qualquer motivo que seja, ao mesmo tempo em que ele está gravando aquele disco solo com o produtor Timbaland, você entende o que eu quero dizer?" (Aqui, Corgan se refere ao álbum solo de Chris Cornell citando o produtor Timbaland, que trabalhou com vários artistas pop como Madonna, Beyoncé, Rihanna, Justin Timberlake e outros...).

 

 

 

Chris Cornell, Novembro/2012 (Rádio ABC News):

 

"Quando Billy Corgan estava completamente quebrado, consegui um acordo para ele entrar na trilha sonora do filme ‘Singles – Vida de Solteiro’ (1992) do diretor Cameron Crowe, onde ele ganhou U$ 40.000 mil dólares. Ele estava muito feliz com isso e estava especialmente feliz com os U$ 40.000. Então, já que é o caso, da próxima vez que você vê-lo, diga que ele me deve os meus U$ 40.000 de volta".

 

 

 

Kim Thayil, guitarrista do SOUNDGARDEN, Janeiro/2013 (Jornal The Phoenix):

 

"Há muitas outras bandas que retornaram antes de nós, como o ALICE IN CHAINS, STONE TEMPLE PILOTS e o SMASHING PUMPKINS. No caso do SMASHING PUMPKINS, eu não acho que se trata do retorno de uma banda e sim, é apenas um projeto solo de Billy Corgan com um grupo de novos caras, certo?” (Lembrando que o baterista original do SMASHING PUMPKINS havia saído da banda em 2009 - retornando em 2015 - sendo que neste período o grupo só contava com Corgan como membro original).

 

 

 

Kim Thayil, Setembro/2013 (site Gigwise):

 

"Não é possível nós fazermos um álbum ruim... Veja como é possível fazer um disco ruim: você tem um idiota que administra tudo e um grupo de caras contratados que ficam ao redor dele. Agora sim você pode fazer um álbum ruim, porque as suas idéias estúpidas não estão sendo questionadas pelas pessoas ao seu redor, caindo no maldito éter".

 

 

 

Billy Corgan, Agosto/2014 (site Stereogum):

 

"De fato e em termos gerais, estou mais envergonhado do que orgulhoso com o que a minha geração fez nesta atual era particular de cultura materialista, simplesmente saindo em turnês e ‘dando ao público o que eles querem’. Isso é completamente contra-intuitivo para o que a minha geração foi comercializada. Eu uso a palavra ‘marketing’ de propósito, porque a minha geração foi comercializada e vendida como uma contracultura. Para ter essa geração novamente na ativa, bem..., temos que vender a nossa casa para trazê-los de volta, você me entende? Durante toda a minha vida, pelo menos 01 vez por semana, eu tenho um desses telefonemas onde pessoas da indústria musical me falam: ‘Você sabe, se você saísse em turnê e tocasse os hits do álbum ‘Siamese Dream’, você ganharia muito dinheiro!’ (2º álbum de estúdio do SMASHING PUMPKINS, 1993). Como falamos na minha cidade natal, Chicago: ‘nem fudendo, Sherlock Holmes’".

 

 

 

Kim Thayil, Agosto/2014 (site Dallas Observer):

 

"Nós não temos 01 membro somente na banda que esteja decidindo a composição de um álbum inteiro. Você deve saber de quem estou falando, mas não vou citar nomes. Temos 04 caras que escrevem e compõem músicas aqui... Temos 04 caras que contribuem com o material sem ninguém falando merda sobre nós, você me entende? Existem muitas bandas por aí lideradas por 01 cara só que faz toda a composição? Ele pode ter alguma epifania religiosa ou alguma experiência psicodélica onde vai escrever todo esse material, que pode muito facilmente se tornar numa chatice com o resto da banda precisando tocar junto com ele... Isso não é o SOUNDGARDEN e consequentemente nunca gravamos um disco que fosse entediante".

 

 

Aqui estão Corgan e Cornell em tempos mais felizes no ano de 2003 durante a turnê do Lollapalooza Festival, junto com o frontman do QUEENS OF THE STONE AGE, Josh Homme.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Queens of The Stone Age: álbuns estão sendo relançados em vinil; fãs comentam

December 8, 2019

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead