• by Brunelson

Chris Cornell: famoso radialista também não acredita em suicídio intencional


O famoso radialista Howard Stern falou sobre a morte de Chris Cornell em seu próprio programa. Stern disse que "amava" Cornell, especialmente depois de ter entrevistado ele.


"Eu estou com a família dele sobre isso, de que não era um cara que quisesse se matar, com base em tudo que eu li, o conheci e conversei com amigos e colegas dele. Ele estava em Detroit com o SOUNDGARDEN em plena turnê, cara..."


"A esposa e família alegam que ele estava tomando a medicação Ativan (para controle de ansiedade), sendo que eu estava falando com uma pessoa que conheço que está familiarizado com medicamentos. Ela me disse de imediato, sendo que eu nem estava falando sobre Chris Cornell: 'Cara, esse é o único que faz você querer se matar se você tem um princípio de overdose'. Então..., eu não sei. A família está afirmando que foi isso, mas eu tenho certeza que o fabricante da droga está dizendo que é um monte de besteira que estão falando..., mas quem sabe?"


Stern disse mais tarde: "A melhor música que Chris Cornell já escreveu foi 'Pretty Noose' (do 5º álbum, ‘Down on The Upside’, 1996). Estou certo sobre isso? E na letra querem enforcar o cara... Você não acha que esse cara estava deprimido? Que música, que talento”.


"Ele não se matou intencionalmente".


Ele também disse: "É por isso que eu não posso nem mesmo querer entrar na cabeça do cara, uma pessoa que tinha tanta coisa boa acontecendo na sua vida pessoal e profissional, e se matou de propósito..., eu simplesmente não consigo comprar essa ideia. Quero dizer, é loucura pensar em quantos vocalistas dos anos 90 e da cena grunge se foram: Kurt Cobain é claro, Layne Staley, Shannon Hoon, Scott Weiland, todos mortos”.


“Mas Eddie Vedder ainda está aqui, Billy Corgan e Courtney Love. Todos esses caras que citei estão mortos, mas Courtney Love sobreviveu. Quem teria pensado nisso? Todo mundo sempre pensou que Courtney Love não iria aguentar, mas ela ainda está viva".


Mais tarde, ele voltou a dizer que Cornell não fez intencionalmente o seu ato final, citando o suicídio de Kurt Cobain.


"Chris Cornell falou sobre o seu amor pela música, é por isso que eu não posso acreditar que ele se foi ou cometeu suicídio voluntariamente, como se ele realmente soubesse o que estava fazendo no momento. Depois que o SOUNDGARDEN havia retornado em 2010, você pode ouvir e ver o quanto Cornell estava animado com a música. Diferente da conduta final e das letras de Kurt Cobain, por exemplo...”

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead