• by Brunelson

The Doors: "vazio completo, o som da banda reside naquele espaço onde é engolido pelo silêncio"


Devido aos modos desenfreados de Jim Morrison, vocalista do THE DOORS, por onde ele passava junto com a sua banda, a caminhada foi deixando um rastro de bagunça e ácido LSD pelo chão.

Onde eles foram, um ar rodopiante de uma atmosfera caleidoscópica os seguiram. Assim como o baterista do grupo afirmou, John Densmore, ao se referir sobre a sonoridade única do THE DOORS: “Algo assustador, mas muito atraente para os humanos, que reside naquele espaço de ‘matéria escura’ onde o som é engolido pelo silêncio”.

Assim, a banda tornou-se fornecedora da importância de usufruir dos espaços silenciosos entre as notas que eram tocadas numa canção: “Vazio completo”, Densmore descreveu. “Apenas o vazio... Foi difícil para alguns artistas nos seguirem por causa da vibração sinistra que deixávamos no ar”.

E este espaço amorfo encontrou o seu par com os hippies de Los Angeles e deixou a sua marca quando o THE DOORS se apresentava como residentes no icônico clube Whisky a Go Go (foto), com um público que também gostava de dançar ao ritmo de um tambor diferente, então, logo o grupo encontrou o seu lar espiritual e foram contratados pelo clube para serem a "banda da casa".

Ainda no início de carreira, o combinado era que o THE DOORS iria sempre abrir os shows, com a atração principal se apresentando logo após eles. Então, o THE DOORS subiria brevemente ao palco mais uma vez antes do headliner fechar o show com um bis. Essa configuração muitas vezes tornava uma confusão difícil para algumas das bandas lidarem, principalmente para artistas que buscavam muito o seu próprio espaço e sofreriam em tal ambiente.

Tirando da mesma fonte escrita no livro biográfico da banda, "Riders on The Storm", o autor do livro detalhou a sua experiência em ter presenciado um show do THE DOORS no clube Whisky a Go Go: "Os garotos do THE DOORS foram contratados para se apresentarem no clube Whisky a Go Go em Los Angeles, para tocarem o seu setlist e todo tipo de coisa espiritual que os seguiam. 'Nós estávamos maravilhados', opinaria John Densmore. Em certa noite, eles subiram ao palco impetuosamente, tocaram várias músicas uma após as outras sem perder tempo e tornando-as indistinguíveis. Jim Morrison parecia bêbado, muito tenso e batendo o microfone no palco, mas quando ele soltava um daqueles seus gritos de raiva, fazia a minha pele arrepiar em sentir aquele tipo de angústia antiga".

Um tempo depois, THE DOORS seria banido do clube Whisky a Go Go pela sua performance marcante da música "The End" (1º disco, "The Doors", 1967), onde Morrison iria citar o Complexo de Édipo e causar todo o alvoroço que deu...


* The Doors: quando foram banidos do clube Whiskey a Go Go em Los Angeles


* The Doors: resenha da música "The End"


"The End"


Mais Recentes
Destaques