top of page
  • by Brunelson

The Breeders: guitarrista Kelley Deal escolhe sua música preferida da banda


Ao lado de sua irmã gêmea, Kim (ex-baixista do PIXIES), Kelley Deal levou a banda THE BREEDERS à fama com o lançamento do álbum "Last Splash" (2º disco, 1993), lar de sucessos como a música "Cannonball".



A jornada musical de Deal começou com várias bandas locais em Dayton, Ohio, antes dela entrar no THE BREEDERS em 1992. Seu estilo distinto de guitarra, voz única e composição, tornaram-se uma parte significativa do grupo.


Embora a banda tenha sido oficialmente fundada em 1989, a adição de Deal ao grupo proporcionou uma virada significativa. Como 2ª guitarrista da banda, Deal desempenhou um papel fundamental contribuindo com seu som único para o notável avanço do grupo em 1993.



Caracterizadas por sua mistura de energia crua e sensibilidades melódicas, suas músicas são marcadas por estruturas musicais não convencionais, capturando a essência do rock alternativo dos anos 90. Essa experimentação com texturas e ritmos sonoros diferenciava o THE BREEDERS de uma era dominada por influências grunge e punk rock.


Para Deal, o disco "Last Splash" forneceu uma energia e entusiasmo que ainda se mantém até hoje: “É sempre muito divertido tocar esse disco do começo ao fim”, disse ela uma vez em entrevista ao site The Line of Best Fit. “Músicas como 'Divine Hammer' e 'Cannonball' são ótimas e tocamos elas o tempo todo nos shows, mas estou adorando a chance de tocar outras músicas que não tocamos muito, como 'Mad Lucas', 'Flipside' e 'Roi'. Na verdade, não consigo acreditar o quanto as pessoas apreciam todas essas músicas, quero dizer, ‘Mad Lucas’ é um canto fúnebre de 05 minutos, mas quando a tocamos é como se você pudesse ouvir um alfinete caindo... É lindo".


Portanto, não seria nenhuma surpresa que a música favorita de Deal do THE BREEDERS esteja no álbum "Last Splash". É também a 1ª canção que Deal co-escreveu para a banda: “Essa é um marco pra mim porque é a primeira música que co-escrevi oficialmente para o THE BREEDERS”, ela explicou. “É uma canção que Kim e eu escrevemos originalmente quando tínhamos cerca de 17 anos de idade, na época em que tocávamos como uma dupla somente no clube The Ground Round e num bar local na cidade de Dayton, por talvez U$ 50 dólares por noite”.


Ela concluiu: “Na época, acho que não reconheci o quão diferentes éramos, quero dizer, talvez sim, mas acho que não dei peso suficiente pra isso. O principal é que muita gente se apresentava naquelas primeiras noites, mas quase ninguém tocava músicas autorais. Eles geralmente faziam muitos covers, mas Kim e eu não. Pelo menos, metade das músicas que tocávamos seriam nossas e ‘Do You Love Me Now’ era uma delas e continua sendo a minha preferida da banda, mas naquela época, eu realmente não gostava de quão incomum isso era em querer tocar música autoral”.


THE BREEDERS continua em atividade até hoje com 05 álbuns de estúdio e 03 EP's lançados, sendo que o último disco é de 2018, "All Nerve". O grupo é o mesmo da formação clássica desde 1992.



"Do You Love Me Now"


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page