top of page
  • by Brunelson

Perry Farrell: vocalista do Jane's Addiction exigiu à gravadora que o 1º disco fosse ao vivo


Billy Corgan, frontman do SMASHING PUMPKINS, e Perry Farrell, vocalista do JANE'S ADDICTION, estão com os seus grupos juntos fazendo uma turnê pelos EUA e foram recentemente entrevistados pelo programa da Live Nation. * Smashing Pumpkins & Jane's Addiction: resenha dos shows no Madison Square Garden em 2022


Na entrevista, Corgan se mostrou surpreso ao saber que o JANE'S ADDICTION teve que insistir a sua gravadora para gravarem ao vivo o 1º disco do grupo, "Jane's Addiction" (1987, foto). Farrell acrescentou, dizendo que eles gravaram o 1º trabalho ao vivo devido a facilidade e velocidade de como a banda já tocava nos shows. Ele explicou por que tomaram a decisão de querer gravar dessa maneira o disco de estreia, antes de assinarem o contrato com a Warner Bros. As faixas originais foram gravadas ao vivo no Roxy Theatre em Los Angeles em janeiro de 1987, com os overdubs e correções adicionais gravados no The Edge Studio, também na mesma cidade. Na entrevista, Corgan relembrou ter ouvido esse disco ao vivo de estreia do JANE'S ADDICTION pela 1ª vez na casa de um amigo, em Chicago no final dos anos 80. Ele se lembrou de ouvir ainda em 1987 e sentir “uma conexão instantânea” com a banda, a qual ele começou a seguir avidamente como fã. Então, Corgan comentou que o SMASHING PUMPKINS abriu um show para o JANE'S ADDICTION em 1988 na época em que o 1º álbum de estúdio do JANE'S ADDICTION foi lançado, "Nothing's Shocking" (1988).


Ele disse: “Eu acho que vi um show de vocês antes mesmo de ouvir o disco 'Nothing's Shocking'", disse Corgan para Farrell, acrescentando que foi uma experiência “legal” e que "poucos fãs conseguiram ter essa experiência na vida". Farrell respondeu: “É por isso que o 1º disco que eu queria que as pessoas ouvissem de nós fosse um disco ao vivo”, revelando que disse isto à Warner Bros. antes que a sua banda assinasse o contrato com a grande gravadora, com a condição de que o seu disco de estreia fosse um álbum ao vivo. “Eu não sabia disso”, respondeu Corgan. “Eu sempre pensei, você sabe, típico cérebro de músico, que vocês fizeram isso porque era uma maneira mais rápida e fácil de fazer um disco. Sabe, eu não sabia que você tinha pedido isso pessoalmente à gravadora". Farrell explicou que a ideia era capturar a banda no que provavelmente era o seu estado mais “cru” e “energizado”. Ele e seus companheiros de banda no JANE'S ADDICTION queriam que os fãs “nos ouvissem e nos conhecessem da maneira mais honesta e inocente possível”. Farrell finalizou: "Não tínhamos nada a perder e eu queria capturar isso antes que alguém pudesse arruinar com aquilo”.


"Jane Says" (Disco: "Jane's Addiction")


Comentários


Mais Recentes
Destaques
bottom of page