top of page
  • by Brunelson

Chris Cornell: família chega num acordo em outro processo judicial


A viúva de Chris Cornell, Vicky, e sua família, anunciaram um acordo em outro processo judicial que ela havia aberto, desta vez, contra o Dr. Robert Koblin, por prescrever o medicamento Ativan para Chris Cornell.

Cornell morreu por suicídio em maio de 2017.









“Depois de anos de litígios e negociações de acordo, os querelantes e (Koblin and Robertson Cardiovascular Center LLC) chegaram a um acordo confidencial para resolver todas as reivindicações feitas por cada demandante”, afirmam os advogados da família Cornell em documentos judiciais protocolados em 02 de abril de 2021. "Como acontece com muitos casos de celebridades, esta ação também atraiu a atenção de indivíduos problemáticos que perseguiram os queixosos, inclusive ameaçando a vida e a segurança dos queixosos Toni Cornell e Christopher Nicholas Cornell (filhos com Vicky Cornell)".

O processo alegou que Koblin estava "prescrevendo de forma negligente e repetidamente substâncias controladas que alteraram a mente de Chris Cornell, o que prejudicou a cognição do Sr. Cornell, turvou seu julgamento e o levou a se envolver em comportamentos perigosos e impulsivos que não conseguia controlar, custando-lhe a vida”.

"Embora ajude muitas pessoas, este medicamento às vezes pode causar dependência. Esse risco pode ser maior se você tiver um transtorno por uso de substâncias no passado (como uso excessivo ou dependência de drogas e álcool)".

Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page