• by Brunelson

Stevie Ray Vaughan: quando tocou a última música ao vivo


Stevie Ray Vaughan é amplamente considerado como um dos maiores guitarristas que já subiu no palco e sua última apresentação em 26 de agosto de 1990 (foto), apenas um dia antes da sua morte, é de deixar arrepios em qualquer um.


Vaughan perdeu a sua vida em circunstâncias trágicas com apenas 35 anos em 27 de agosto de 1990, uma época em que ele e outras quatro pessoas morreram em um acidente de helicóptero em East Troy, Wisconsin, imediatamente após o seu show com o DOUBLE TROUBLE no Alpine Valley Music Theatre.


O piloto, Jeff Brown, era supostamente não qualificado para pilotar um helicóptero e uma investigação concluiu que a causa foi realmente erro humano. A família de Vaughan entrou com sucesso em uma ação por homicídio culposo contra a Omniflight Helicopters, onde levaram a situação ao tribunal.


Vaughan foi posteriormente introduzido no Rock and Roll Hall of Fame em 2015, junto com os companheiros de banda do DOUBLE TROUBLE - Chris Layton, Tommy Shannon e Reese Wynans - com o ícone do blues finalmente recebendo o reconhecimento que merecia, mas uma pena que ele não estava vivo para testemunhar isso.


O show no Alpine Valley Music Theatre, segundo todos os relatos dos artistas que fizeram participações especiais no mesmo, pegou Vaughan no auge do seu jogo e a apresentação na volta do bis da música "Sweet Home Chicago" é vista como a sua performance mais definitiva de todas, já que, infelizmente, seria a última vez que ele teria a chance de tocar com a sua estimada guitarra.


Para a versão de quase 17 minutos deste clássico do blues, Vaughan foi acompanhado no palco por ninguém menos que os guitarristas Eric Clapton e Buddy Guy - que entregaram uma verdadeira obra de arte.


“Estive nos dois últimos shows de Stevie Ray Vaughan e toquei com ele no palco em sua última apresentação. Na primeira noite, assisti ao show dele por cerca de meia hora e tive que sair porque não aguentava”, elogiou Clapton alguns anos depois em entrevista. “Eu sabia que a forma dele de tocar guitarra estava ficando cada vez melhor. Neste 1º show, ele já tinha apresentado umas duas ou três músicas e de repente eu tive este insight que experimentei antes tantas vezes sempre que o via tocar, que ele era como um canal para outra fase”, acrescentou Clapton.


“Um dos canais mais puros que eu já vi, onde tudo que ele tocava e cantava fluía direto do céu. Quase como uma daquelas cenas com o dedo apontando para cima e um brilho reluzente, sabe? É assim que é ouvir música e eu tive que sair do show, apenas para preservar algum tipo de sanidade ou confiança em mim mesmo”, concluiu Clapton sobre Stevie Ray Vaughan.


Com este elogio vindo de Eric Clapton, que antes da vinda de Jimi Hendrix era considerado o deus da guitarra, confira o áudio da última música que Stevie Ray Vaughan tocou ao vivo, "Sweet Home Chicago", neste show citado em 26 de agosto de 1990 e que contou com a participação de outras lendas da guitarra (uma forma de despedida?), como Eric Clapton, Buddy Guy, Jimmie Vaughan e Robert Cray.


Uma carreira dolorosamente interrompida, mas o seu legado viverá para sempre:

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead