• by Brunelson

Venda de vinil supera os CDs pela primeira vez desde os anos 80


A venda de vinis contribuiu para incríveis U$ 232 milhões de dólares em vendas físicas no 1º semestre de 2020 nos EUA.


E mais, os fãs de música nos EUA compraram mais discos de vinil do que CDs neste 1º semestre, marcando a primeira vez desde os anos 80, onde os CDs não eram o formato físico mais vendido no mercado.


De acordo com a Recording Industry Association of America (RIAA), os vinis contribuíram com impressionantes U$ 232 milhões de dólares para as vendas físicas totais de um total de U$ 376 milhões de dólares referente ao 1º semestre.


Embora a pandemia do coronavírus tenha visto as vendas de música sendo ligeiramente impactadas pelo fechamento de lojas de discos e locais afins, a indústria da música ainda experimentou um grau de crescimento no 1º e 2º trimestre de 2020.


O relatório também revela que a receita gerada por downloads digitais (U$ 351 milhões de dólares) e vendas físicas (U$ 376 milhões de dólares), caiu pela 1ª vez abaixo da receita criada por serviços de streaming suportados por anúncios como o YouTube (U$ 421 milhões de dólares).


O último passo no renascimento contínuo do vinil vem depois que o mercado de música online, Discogs, revelou que as vendas globais na plataforma no primeiro semestre de 2020 aumentaram dramaticamente durante o bloqueio.


De acordo com o relatório do meio do ano divulgado na última sexta-feira (28 de agosto), as vendas físicas no Discogs Marketplace aumentaram 29,69% - 4.228.270 pedidos - entre janeiro e junho de 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado.


O relatório atribui o aumento nas vendas parcialmente a um número maior de usuários, pois o bloqueio viu mais compradores se tornando online, junto com “um desejo de apoiar pequenas empresas”.


A melhoria mais significativa ano a ano veio por meio das vendas de discos de vinil, que aumentaram 33,72% com mais de 5,8 milhões de unidades vendidas.

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead