Tom Morello: perguntado sobre o futuro da guitarra

August 24, 2020

 

Durante uma recente conversa com a revista Rolling Stone, o guitarrista do RAGE AGAINST THE MACHINE, Tom Morello, relembrou - dentre vários assuntos que o site rockinthehead está publicando em partes - os primeiros dias de sua jornada musical, o desenvolvimento do seu estilo característico, a amizade com os membros da banda TOOL, sua admiração pelo artista Bruce Springsteen e bem como sobre a clássica música de sua banda, "Killing in The Name" (1º disco, "Rage Against The Machine", 1992).

 

Segue o trecho onde Morello comenta sobre o futuro da guitarra:

 

Jornalista: Você já pensou ou se preocupa sobre o futuro da guitarra?

 

Tom Morello: Sim e isso não me incomoda, mas deixe-me dizer uma coisa para você, eu iria me enfurecer se acontecesse a morte dessa luz. No início dos anos 90, todos estavam convencidos de que a música por guitarra já estava pronta e que não tinha mais nada para inventar, mas agora você pode samplear a guitarra, assim como os DJ's de rap fazem.

 

Morello: Então eu pensei: "Bom, vamos ver o que acontece se eu samplear com as minhas duas mãos o som rap na guitarra com ela plugada numa pilha de caixas da Marshall". Foi uma maneira de apenas alimentar um novo fogo, sabe?

 

Morello: Eu queria fazer na guitarra algo que fosse tão pesado e contemporâneo como sempre foi.

 

Morello: Estou continuando a trabalhar em guitarras pesadas voltadas para o futuro. Em primeiro lugar, é algo que eu amo, pois adoro riffs de rock e solos de guitarra, mas também já gravei e participei em uns 90 discos e não quero me repetir a esse respeito, então, é o que eu procuro fazer para me manter renovado e com energia.

 

Morello: Seja tocando um hard rock ou algo que segue o caminho do jazz e se torne algo que é relegado aos shows, eu não tenho certeza do que pode surgir musicalmente...

 

Morello: Mas nesta pandemia que estamos vivendo, sabemos que bandas como o RAGE AGAINST THE MACHINE, FOO FIGHTERS, RED HOT CHILI PEPPERS e todos esses caras, ainda vendem muitos ingressos e tenho esperança de que haverá gerações futuras que se conectem ao que acredito ser o maior instrumento já criado - a guitarra.

 

Morello: Não há nada parecido com a sensação de se "amarrar" em uma guitarra elétrica, apertar os pedais de distorção e acertar aquele acorde. Isso ressoa no meu DNA reptiliano de uma forma que nada jamais fez.

 

Confira as outras matérias que o site rockinthehead está publicando, referente as recentes entrevistas que Tom Morello concedeu para as revistas Rolling Stone e Premier Guitar:

 

* Tom Morello: falando sobre mais pedais de distorção para guitarra que ele usa

 

* Tom Morello: revelando qual foi o seu momento de epifania no rock'n roll

 

* Rage Against The Machine: guitarrista revela o significado das letras da canção "Killing in The Name"

 

* Tom Morello: "fiz a transição de um triturador heavy metal estereotipado, para criar sons mais experimentais"

 

* Tom Morello: confessando a sua admiração por Bruce Springsteen

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Jimmy Chamberlin: baterista do Smashing Pumpkins revela bastidores de gravação e relacionamento musical com Billy Corgan

September 28, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead