• by Brunelson

Pearl Jam: resenha das músicas de PJ20 pelo próprio diretor do documentário - Parte 2 (última)


Em outubro de 2011, a lendária banda grunge de Seattle, PEARL JAM, estava lançando o seu documentário chamado PJ20, comemorando e narrando os 20 anos do grupo.


O diretor desse documentário, Cameron Crowe, que dirigiu filmes épicos como Singles - Vida de Solteiro, Quase Famosos, Vanilla Sky e tantos outros, havia feito uma introdução e resenha dissecando cada música que foi lançada na trilha sonora dupla do documentário PJ20.


Nesta 2ª e última parte, segue a tradução na íntegra do que veio escrito no livrinho que acompanha essa trilha sonora, onde selecionamos exatamente cada performance referida pelo diretor Cameron Crowe:



* Disco 02: Raridades e inspirações...



1. "Say Hello to Heaven" (demo TEMPLE OF THE DOG - 1990)


Um registro sísmico inicial na vida de todos os membros participantes, TEMPLE OF THE DOG foi o tributo de alma dolorida de Chris Cornell para o seu falecido amigo, Andrew Wood (vocalista do MOTHER LOVE BONE). O projeto começou com um punhado de demos iniciais como essa daqui, onde Cornell fala eloquentemente sobre esse período no documentário e também contribui com uma descrição convincente da chegada do guitarrista Mike McCready ao grupo, como uma força que daria poder tanto ao TEMPLE OF THE DOG quanto ao PEARL JAM nos próximos anos. O próprio McCready descobriu recentemente essa gravação guardada em uma caixa na sua casa e enviou uma cópia para todos os membros escutarem. Ouvir essa canção e outras mais, trouxe de volta uma enxurrada de memórias para todos os envolvidos.

2. "Times of Trouble" (demo PEARL JAM - 1990)


"Times of Trouble" é uma música da fita demo original feita por Stone Gossard (guitarrista) e Jeff Ament (baixista), com a ajuda de McCready e do baterista Matt Cameron. Apresentada com o único ingrediente que falta - um vocalista - essa é uma gravação da fita que o baterista Jack Irons mostrou para um jovem cantor de San Diego - Eddie Vedder. Com a música inundando o seu coração e alma, Vedder pegou a sua prancha para surfar e rapidamente compôs a sua "resposta" - ele logo aplicou letras, vocais e mandou a gravação de volta para Jeff Ament em Seattle. Vedder nomeou a mini-ópera que ele compôs de "Momma-Son", uma trilogia de canções - agora chamadas de "Alive", "Footsteps" e "Once". "Alive" era chamada originalmente de "Dollar Short"; "Once" era chamada antes de "Agyptian Crave"; e a música do meio, que se tornaria "Footsteps", era chamada de "Times of Trouble". Juntas, as histórias reinventadas contaram uma história convincente de incesto, assassinato e encarceramento. Ament chamou Gossard para escutar, e Gossard lembra de Ament lhe falando: "Ele havia me dito: 'Eu peguei a demo de Eddie! Você deveria vir aqui em casa e dar uma conferida... É muito bom!'" A canção "Times of Trouble" acabou sendo lançada pelo TEMPLE OF THE DOG.

3. "Acoustic #1" (demo PEARL JAM - 1991)


Uma fita perdida encontrada no fundo de uma caixa marcada com a palavra "singles", nos proporcionou uma espiada no início do processo criativo da banda. Aqui, Vedder e Gossard trocam idéias e ritmos explorando o seu potencial recém-criado. A canção ainda soa fresca até hoje e não foi incluída no álbum de estréia, "Ten" (1991).

4. "It Ain't Like That" (demo PEARL JAM, cover ALICE IN CHAINS - 1990)


Uma pesada fatia de mágica dos ensaios, aqui está a banda recém nomeada como MOOKIE BLAYLOCK com uma homenagem divertida aos seus futuros parceiros de turnê, ALICE IN CHAINS. Ela apareceu em uma antiga fita cassete passada para amigos e familiares, trabalhada com a assinatura de Ament e intitulada "Pearl Jam Out".

5. "Need to Know" (demo PEARL JAM - 2007)


Matt Cameron sempre manteve um cardápio saudável de projetos paralelos. Bandas como HATER e WELLWATER CONSPIRACY, fornecem uma válvula de escape para os seus maravilhosos cantos e composições. A entrada de Cameron no PEARL JAM ainda encanta os outros membros da banda, que cobiçam canções do WELLWATER CONSPIRACY como "Sandy". Aqui está uma demo feita sozinha por Cameron e que mais tarde seria enviado para a banda. O grupo adicionou o seu próprio toque particular na música e durante uma certa noite, essa demo se transformou na música "The Fixer" (9º disco, "Backspacer", 2009).

6. "Be Like Wind" (Mike McCready's song - 2010)


McCready trabalha naturalmente na trilha sonora de filmes, o que proporciona outro lar para o seu estilo - às vezes feroz, às vezes delicado, mas sempre verdadeiro. Ele adicionou essa música à nossa partitura para o documentário PJ20.

7. "Given to Fly" (instrumental acústico por Mike McCready - 29/07/2010)


Antes de iniciar as nossas entrevistas para o documentário, McCready ofereceu essa versão instrumental de uma das suas composições mais inovadoras. "Given to Fly" (5º disco, "Yield", 1998) foi originalmente escrita durante uma nevasca, pouco depois de McCready ter lutado contra algumas "nevascas" particulares na sua vida. A exuberância da música ainda está fortemente com ele e é um hino pessoal que estamos orgulhosos de apresenta-lo a vocês nessa versão para o documentário.

8. "Nothing as it Seems" (demo PEARL JAM - 1999)


Um colecionador, curador casual e arquiteto inspirado de muitos dos gráficos do PEARL JAM, Jeff Ament recentemente descobriu essa demo de uma das suas melhores músicas desde sempre! A canção foi escrita durante uma das turnês da banda e Ament chegou ao fundo para essa composição rica e emocional - apresentando aqui o seu vocal. Gravado em seu Estado natal - Montana - e que fala sobre Montana, "Nothing as it Seems" será para sempre um retrato das suas raízes. Aparece aqui como um exemplo vívido ao processo de composição da banda e essa demo afetou profundamente os outros membros do grupo.

9. "Nothing as it Seems" (Key Arena, Seattle - 22/10/2001)


Com o seu lançamento oficial - tendo sido lançada como o 1º single do álbum "Binaural" (6º disco, 2000) - a música "Nothing as it Seems" encontrou a sua casa em cima do palco. Aqui, nasce outro padrão do PEARL JAM e é uma peça de fogo sempre que executada. Vedder rasga os vocais e McCready faz um solo que é uma homenagem estrutural a uma das canções favoritas da banda, a música "Comfortably Numb", do PINK FLOYD.

10. "Indifference" (Bolonha, Itália - 14/09/2006)


Audiência e banda se unem para esta versão da canção "Indifference" (2º disco, "Versus", 1993), um destaque visual e sonoro do nosso documentário.

11. "Of The Girl" (instrumental - 2000)


Há tanta coisa acontecendo nessa canção lançada no disco "Binaural", que ela merece a sua própria audição. Usamos como uma marca pontual no documentário PJ20, mas muitas vezes nos encontramos apenas a ouvindo na sala de edição, somente para apreciar todas as camadas de som em 3D. Um tesouro e artefato de uma das gravações mais revolucionárias da banda.

12. "Faithfull" (Pistoia, Itália - 20/09/2006, passagem de som)


Uma passagem de som numa tarde na Itália... Ao ar livre, ao sol e a um mundo de distância de Seattle, a alma do PEARL JAM está aqui em exibição para um punhado de sortudos espectadores. Originalmente, esta música foi lançada no disco "Yield".

13. "Bushleaguer" (New York - 30/04/2003)


Aqui está um retrato do PEARL JAM no seu lado mais político. Nem todo mundo estava comprando essa ideia neste show... Moedas foram jogadas ao palco, gritos de "fodam-se" ecoaram da multidão, onde muitas vaias se misturaram com os aplausos. Nas palavras de Jeff Ament: "Na verdade, isso aborreceu algumas pessoas da banda. Alguns falaram: 'Eu nunca mais quero tocar essa música de novo!' Mas na verdade, eu adorei o que fizemos, cara. Aquilo foi arte, sabe? É ótimo estar numa banda onde você não tem medo de fazer isso. Não temos medo de falar o que pensamos e ser vaiado de vez em quando". Esse desempenho, preenchido com o comprometimento de Vedder, é outro destaque no documentário. Comentários secos de Vedder à plateia numa rara onda de negatividade sobre a banda: "Vocês não gostaram dessa?" Esta canção foi lançada no álbum "Riot Act" (7º disco, 2002).

14. "Betterman" (Madison Square Garden, New York - 21/05/2010)


Um momento emocional do que o PEARL JAM apresentou no início e que se transformou no decorrer dos anos. A batalha judicial da banda contra a Ticketmaster na década de 90, levou-os por um caminho rochoso. Aquelas performances aleijadas e muitas vezes sem som e devida localização, tinham levado a banda a áreas onde outros grupos raramente se apresentavam. Muitos desses concertos de bricolagem foram empreendimentos de produção instáveis, mas os fãs amavelmente nunca esqueceram desse momento. Hoje, a maior parte do público do PEARL JAM é formado pelos fãs originais e fiéis, e por aqueles que tiveram que cavar fundo para descobrirem a banda naqueles anos mais enxutos em meados dos anos 90. Todos reivindicam a banda como algo a mais do que um pequeno orgulho pessoal - e esse poder sobre os fãs é incrível! Como Stone Gossard disse: "Houve um grande número de fãs que apenas nos carregaram naquele período de tempo, porque não estaríamos lá até o final sem eles". E com a ajuda dos fãs, a banda conseguiu... Um show do PEARL JAM em qualquer lugar do mundo, muitas vezes leva você a um lugar como o que foi capturado nessa recente gravação no Madison Square Garden. Originalmente, esta música foi lançada no 3º álbum de estúdio, "Vitalogy" (1994).

15. "Rearviewmirror" (Los Angeles - 01/10/2009)


É aqui que a noite inteira pode mudar, a encruzilhada onde um espetáculo já potente se torna transcendental. A música "Rearviewmirror" (lançada no disco "Versus") aparece consistentemente como um explosivo fechamento de setlist antes do bis - e por uma boa razão. A jam que ocorre no meio de "Rearviewmirror" é um dos melhores exemplos do que acontece quando a banda está no volante, sendo que o passeio é muitas vezes psicodélico em sua intensidade. Você também pode ouvir ecos de todas as influências do grupo, desde a canção dos BEATLES, "Strawberry Fields Forever", até bandas como LED ZEPPELIN e FUGAZI - ou vice-versa. Toda a energia e as forças de cada membro estão em exibição nessa versão escolhida de "Rearviewmirror". Como um dos nossos fãs comenta no documentário: "É por isso que você vai ver um show do PEARL JAM. É diferente a cada noite".

Ass: Cameron Crowe

Outubro de 2011


Confira a 1ª parte desta matéria que o site rockinthehead publicou de forma exclusiva:

* Pearl Jam: resenha das músicas de PJ20 pelo próprio diretor do documentário - Parte 1

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead