Alice in Chains: "Layne Staley não se parecia com ninguém e ninguém canta como ele"

July 26, 2020

 

Em outra parte da recente entrevista que o guitarrista do ALICE IN CHAINS, Jerry Cantrell, concedeu ao programa Gibson Icons, ele falou também sobre como acabou sendo o segundo vocalista da banda - desde a era Layne Staley (saudoso vocalista original).

 

Seguem alguns trechos:

 

"Eu sempre fui fã de bandas que possuem várias vozes e vários cantores principais, tipo, pessoas que podem tocar uma música e ainda ter uma paleta diferente".

 

"É algo que eu sempre achei legal na nossa banda que, talvez, muitas outras bandas de Seattle não tivessem tanto".

 

"Eu realmente nunca quis ser um vocalista, só queria tocar guitarra, compor, escrever músicas e fazer back-vocais. Em parte, apenas porque é muito mais fácil fazer isso e em segundo lugar, já tínhamos Layne Staley na banda".

 

"Ainda nunca ouvi alguém que se parecesse com ele e nunca ouvirei. Foi muito legal estar numa banda com ele e criar a música que fizemos juntos. Layne tinha o que queria e não se parecia com ninguém, e ninguém realmente soa como ele".

 

"Me lembro de ter conversado com Layne, especialmente para o nosso EP, 'Sap' (2º trabalho de estúdio, 1992), porque aquela foi praticamente a minha primeira experiência em cantar uma música num disco do ALICE IN CHAINS".

 

"Layne falava para mim: 'Cara, estas são as suas letras... Sem ofensa, mas elas provavelmente significam mais para você do que para mim. Eu amo cantá-las e tudo mais, mas são as suas palavras e você deve cantar algumas delas'".

 

"E eu lhe disse: 'Eu realmente não quero canta-las, porque não sou um cantor tão bom quanto você', mas Layne me disse: 'Você é ótimo, apenas continue cantando e você deveria realmente tentar'".

 

"Eu comecei a cantar cada vez mais e esse tipo de coisa continuou acontecendo, então, nos tornamos um conjunto de vocais, em vez de eu apenas fazer os back-vocais".

 

"Começamos a nos aproximar um pouco mais e fomos ganhando peso vocal e também uma versatilidade em ter diferentes tipos de vozes. E o mais legal era a maneira como cantávamos juntos, com as duas vozes unidas e concedendo uma única voz".

 

"Às vezes você pode dizer com certeza quando é ele ou eu cantando, mas muitas vezes quando cantamos juntos, você não consegue dizer quem é quem e isso meio que faz alguma coisa na música".

 

Confira o áudio de estúdio da canção "Brother", lançada no EP "Sap":

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Pearl Jam: resenha das músicas de PJ20 pelo próprio diretor do documentário - Parte 2 (última)

August 10, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead