Grunge: Top 50 melhores álbuns pela Revista Rolling Stone - nº 37

November 27, 2019

 

Fonte: Revista Rolling Stone

 

37) Banda: L7

      Disco: "Smell The Magic" (2º álbum, 1990)

 

Quando o grupo L7 começou a gravar este 2º álbum de estúdio em 1989, elas foram uma das poucas bandas do selo da Sub Pop que não eram de Seattle. 

 

Preparadas para a largada, o 1º single desse disco - a canção "Shove" - foi uma linha na areia para a crescente fama do grupo. A introdução dessa música - no melhor estilo BLACK SABBATH - parecia anunciar que essas abrasivas punks de arte da cidade de Los Angeles, não se adaptavam aos estilos sérios dos seus colegas de selo e parceiros de turnê, como o SOUNDGARDEN e o NIRVANA.

 

“Nós estamos separadas desses grupos, porque atravessamos outras fronteiras e também estávamos nas revistas de heavy metal”, disse a guitarrista e compositora, Suzi Gardner, para a revista Rolling Stone. “Mas nós sempre fomos uma banda de hard rock com muitas influências diferentes e uma sensibilidade punk”.

 

Após o seu lançamento em 1990, o álbum "Smell The Magic" foi um choque elétrico em um mar de cinzas. Do ímpeto da vocalista/guitarrista Donita Sparks, junto com as guitarras rosnantes de Suzi Gardner em canções como “Till The Wheels Fall Off”, para o estilo MOTORHEAD de ser das músicas “Broomstick” e “Packin' a Rod”, este disco explodiu os parâmetros do que uma banda grunge poderia ser, soando sem fôlego em 29 minutos de audição. 

 

L7 estava empenhada em provar - muitas vezes para o terror de sua administração, gravadora e empresários - que as bandas de rock poderiam ser formidáveis, engraçadas, políticas e com a "boca suja". 

 

E de todos os seus álbuns, "Smell The Magic" é também o mais citado como inspiração pela próxima onda de bandas punk do movimento social chamado "riot grrrl", como o GARBAGE ao VERUCA SALT, por causa de canções como “Fast and Frightening”, que eram feministas sem precisar tornar o gênero um ponto de venda da música. 

 

Um trecho desta última canção citada, Donita Sparks canta: "Tem tanto clitóris / Que ela não precisa das bolas" - um conceito que muitos na indústria da música ainda não dominaram completamente.

 

"Shove"

 

Confira também:

 

50) MOTHER LOVE BONE, "Apple" (1º álbum, 1990)

 

49) TOADIES, "Rubberneck" (1º álbum, 1994)


48) FECAL MATTER, "Illiteracy Will Prevail" (fita demo, 1986)

 

47) THE U-MEN, "Step on a Bug" (1º álbum, 1988)

 

46) VERUCA SALT, "American Thighs" (1º álbum, 1994)

 

45) THE STOOGES, "Fun House" (2º álbum, 1970)

 

44) SKIN YARD, "Hallowed Ground" (2º álbum, 1988)

 

43) BLACK FLAG, "My War" (2º álbum, 1984)

 

42) ALICE IN CHAINS, "Jar of Flies" (4º trabalho de estúdio, 1994)

 

41) SOUNDGARDEN, "Screaming Life" (1º EP, 1987)

 

40) MUDHONEY, "Every Good Boy Deserves Fudge" (2º álbum, 1991)

 

39) THE GITS, "Enter The Conquering Chicken" (2º álbum, 1994)

 

38) THE FLUID, "Purplemetalflakemusic" (4º álbum, 1993)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Soundgarden: baterista é bloqueado pela viúva da rede social de Chris Cornell

December 15, 2019

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead