Smashing Pumpkins: "os álbuns clássicos receberam críticas ruins no passado"

December 30, 2018

  

Billy Corgan, frontman do SMASHING PUMPKINS, compartilhou uma nova foto em rede social (acima) do seu companheiro de banda, o baterista Jimmy Chamberlin, no estúdio gravando uma nova sessão de bateria para a canção "White Spyder" (que havia ficado de fora do 5º álbum de estúdio da banda, "Machina The Machines of God", 2000).

 

A gravação é para o relançamento do disco, que segundo Corgan já falou em entrevista, virá repleto de novidades e extras para os fãs - deve ser lançado em 2019 ou 2020.

 

Corgan também já disse em entrevista que o relançamento do disco contará com uma nova obra de arte e um novo tracklist completo com as canções do álbum e das que ficaram de fora do disco - junto com músicas inéditas anteriormente inacabadas dessa mesma sessão com novas partes gravadas. 

 

SMASHING PUMPKINS vai entrar novamente em estúdio em janeiro/2019, para gravar a sequência do seu novo disco, "Shiny and Oh So Bright, Vol. 1 / No Past, No Future, No Sun" (9º disco, 2018).

 

Corgan foi perguntado sobre as resenhas do novo álbum em uma nova entrevista para o jornal LA Weekly: "Quero dizer, sempre tivemos críticas estranhas, sabe? Os álbuns que todos consideram clássicos na verdade receberam críticas ruins no passado, então, é sempre um processo estranho... Eu aprendi ao longo dos anos a ler as reações dos fãs e a reação dos fãs sobre o novo disco foi de 10 em 10, e isso é inacreditável!"

 

"É uma recepção tão boa quanto poderíamos esperar e nós realmente não esperávamos isso, porque queríamos somente gravar um single para marcar a reunião da banda, então, foi meio estranho lançar um álbum que não foi concebido como um álbum - era mais como uma coleção de músicas que gravamos com o produtor Rick Rubin. Mas ver a resposta de todos nos encorajou a mergulhar de volta no fundo da piscina, tanto quanto escrever um material novo”.

 

“A melhor maneira que posso dizer é que passamos muito tempo em ensaios e nos estúdios desenvolvendo o que as pessoas costumam chamar de parede de som do SMASHING PUMPKINS. Quando a banda encerrou as atividades em 2000 - ou optamos por não fazer mais essas coisas - as pessoas agiram como se estivessem jogando pedras em mim". 

 

"Para retomarmos uma linguagem que passamos muito tempo desenvolvendo e para nos divertimos com ela novamente, é tão fácil quanto saltar em uma piscina... Não é como se estivéssemos sentados em volta de uma mesa ou Rick Rubin tivesse nos dito para agir de tal forma para dar certo, foi mesmo uma conseqüência natural, você me entende? Para nós, estarmos novamente agindo da mesma forma e vendo se sobrou alguma coisa para nós tocarmos - e ficamos surpresos que havia coisas novas a dizer - fez com que voltássemos a mesma abordagem, mas nós poderíamos facilmente não fazer isso e todo mundo iria continuar jogando pedras em mim".

 

SMASHING PUMPKINS já realizou a turnê americana (02 pernas) e duas datas na Europa em divulgação do novo álbum de estúdio. A banda já anunciou as datas para a turnê européia no verão de 2019.

 

Somente a baixista D'arcy não está fazendo parte da reunião com os membros originais - desde 2000 separados.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Pearl Jam: lançando 2º single do novo álbum, a canção "Superblood Wolfmoon"

February 18, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead