Smashing Pumpkins: a entrevista perdida de Billy Corgan

January 22, 2017

 

Com todos os merecidos parabéns para a indução do PEARL JAM ao Rock’n Roll Hall of Fame/2017, uma pergunta começa a se formar sobre quando que as outras bandas grunge e do rock alternativo também serão induzidas, ou pelo menos, serem colocadas na cédula para votação. Bem, em 2016, só o PEARL JAM e o JANE’S ADDICTION saltaram o 1º obstáculo do processo de seleção do Hall of Fame (seguindo o NIRVANA em 2014). Várias bandas foram deixadas de fora, incluindo uma das gigantes da história do rock, o SMASHING PUMPKINS - já que o 1º álbum de estúdio, "Gish" (1991), também já fez 25 anos de vida (critério primordial para uma banda ser eleita)

 

Mas o SMASHING PUMPKINS é bom o suficiente para entrar no Hall of Fame? Os comentários de Billy Corgan (frontman) para a revista Rolling Stone em Março/2016, afetou o processo de reunir a sua banda para a votação desse ano? As respostas pareciam ser influenciadas pelas perspectivas individuais das pessoas - tanto pela discografia do grupo, quanto pelo Hall of Fame.

 

Argumentos podem ser criados para que o SMASHING PUMPKINS pertença ao Hall of Fame, ainda que o processo de votação dos jurados não se presta a transparência suficiente, gerando observações de desprezo. Mesmo assim, os argumentos favoráveis sendo feitos, por mais que a banda seja realmente boa, basta simplesmente o Hall of Fame não achar que eles eram bons o suficiente para sequer entrar na votação.

 

Segue alguns comentários de Billy Corgan para a revista Rolling Stone em Março/2016:

 

"Se é uma meritocracia, acho que a minha banda merece estar no Hall of Fame, porque éramos uma das melhores bandas da nossa era e continuamos a ser uma banda top. O próximo ano será, tecnicamente, o nosso 30º ano (banda de garagem desde 1987). Então, o fato de eu estar nessa banda, você sabe, essencialmente nos últimos 30 anos, acho que isso já diz alguma coisa, não é?"

 

"Todos os gêneros musicais são esquecidos numa hora e bandas não são incluídas no Hall of Fame só porque alguém está bravo com alguém há 30 anos?"

 

Acima, Corgan pareceu estar implicando ou referenciando um evento ou uma ocorrência específica, mas deixando-a oculta.

 

Segue mais alguns trechos:

 

"Eu só estou falando como um fã, sabe? Mas é difícil confiar na instituição como uma meritocracia, quando você tem pessoas lá dentro que não eram muito influentes ou que não venderam muitos discos, mas só porque alguém muito influente em algum lugar era um fã deles, lhes permitem estar lá dentro. Em contrapartida, você tem outros artistas e bandas que foram extremamente influentes, mas..., você sabe, né?”

 

A citação de Corgan acima pode ser uma referência direta ao co-fundador da revista Rolling Stone, Jann Wenner, que também é criador e presidente do Rock’n Roll Hall of Fame.

 

Corgan também respondeu se ele vai ou não se importar, se o SMASHING PUMPKINS não for induzido ao Hall of Fame com o passar dos anos:

 

"E se eu disser que vou estar esperançoso para entrar, e então, 17 anos depois, quando eu estiver em uma cadeira de rodas, eles finalmente anunciam a indução? Eu năo sei... Acabei de ver Rick Nielsen, guitarrista do CHEAP TRICK, sendo induzido ao Hall of Fame e me lembro de ter falado para ele: ‘Cara, é somente sobre a porra do momento o motivo para ser induzido... Mas que merda é essa?’ E Rick, sendo o velho Rick de sempre, riu e me disse: ‘Eu não dou a mínima, Billy. Eu estou dentro agora’. Eu acho que no final do dia, você só espera que seja justa a decisão para que você obtenha a sua realização - e não uma coisa política, você me entende? Mas eu não sei mais o que pensar sobre isso”.

 

A partir desses comentários, é claro que Billy ficou desapontado pelo fato do SMASHING PUMPKINS não ter sido sequer relacionado para a votação. Agora, como fãs, se concordamos ou não com o Hall of Fame ou com a sua importância, parece mais óbvio que o Hall of Fame significa mais para os próprios artistas.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Grunge: Top 50 melhores álbuns pela Revista Rolling Stone - nº 38

November 12, 2019

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead